Geral | Mosquito

UFMA, Semus e instituições combaterão o Aedes aegypti

Iniciativa visa sensibilizar a população dos distritos sanitários de São Luís quanto às medidas de prevenção e combate ao mosquito, com enfoque no ambiente domiciliar
19/04/2017

SÃO LUÍS - De residências a grandes estabelecimentos comerciais, todos estão sujeitos a, involuntariamente, serem focos de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Pensando em unir esforços no combate à dengue, chikungunya, zika e, recentemente, a febre amarela, alunos e professores de universidades públicas e privadas de São Luís participaram da Oficina de Medidas Preventivas de Combate ao Mosquito Aedes aegypti. O evento ocorreu na manhã de ontem, no auditório do Centro Pedagógico Paulo Freire.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte