Geral | Medicina

Suspensão do envio de médicos cubanos não prejudica programa

De acordo com o ministro Ricardo Barros, a decisão de Cuba de não enviar ao Brasil 710 profissionais não vai prejudicar o Mais Médicos, iniciativa federal
18/04/2017

BRASÍLIA - O ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse ontem que a suspensão do envio de profissionais cubanos ao Brasil para trabalhar no programa Mais Médicos não prejudica a iniciativa. Na última quinta-feira,13, Cuba anunciou a suspensão do envio de 710 profissionais que chegariam ao país neste mês.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte