Cidades | Segurança

Mudança de endereço de delegacias não agrada à população

Plantão da Vila Embratel e delegacia do Anjo da Guarda foram transferidos para imóveis na Av. dos Portugueses; população teme aumento da criminalidade
18/04/2017
Antigo prédio da Delegacia do Anjo da Guarda tem infiltrações

SÃO LUÍS - A Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP) fez mudanças nos endereços do Plantão de Polícia Civil da Vila Embratel e do 5º Distrito Policial (5º DP), que funcionava no bairro do Anjo da Guarda, na semana passada, sem antes consultar a população dessas áreas. Como consequência, as alterações causaram a insatisfação dos moradores dos bairros, que temem um aumento no índice de violência nessas localidades.

A delegacia do Anjo da Guarda foi transferida para um imóvel cedido pela empresa Vale, às margens da Avenida dos Portugueses, próximo à estação ferroviária da empresa. O novo endereço ficou distante do antigo ponto onde a delegacia funcionava.

Um cartaz fixado no imóvel onde antes funcionava o 5º DP informa às pessoas que o distrito policial já funciona no novo endereço. Na manhã de ontem, O Estado esteve no local e constatou que apenas um vigilante permanece na unidade vazia.

Insatisfação
A mudança de endereço da delegacia causou insatisfação entre os moradores do Anjo da Guarda. A delegacia funcionava no centro do bairro e era um ponto de referência para todos na localidade. Além disso, a presença do distrito policial na área contribuía para a redução da criminalidade, não apenas no Anjo da Guarda, mas em bairros vizinhos como Vila Isabel, Vila Nova, Vila Mauro Fecury I e II, entre outros.

E é justamente a possibilidade do aumento na criminalidade no bairro, com a saída da delegacia, que causa temor entre os moradores, tendo em vista que o Anjo da Guarda é um bairro com grande quantidade de crimes, principalmente aqueles relacionados com o tráfico de drogas.

“Eu, particularmente, não gostei da mudança, porque ficou mais longe. Além disso, a presença da delegacia traz toda uma segurança para o bairro, que pode ter agora mais roubos e violências. Na verdade, o Estado não está fazendo nada para dar segurança para a população”, desabafou o representante comercial Leonardo Bezerra.

A dona de casa Solange Nascimento também teme que haja aumento da criminalidade com a mudança do endereço da delegacia. “Nós ficamos até um pouco desprotegidos com a situação. Sabemos que ela está aqui, mas longe”, disse.

Vila Embratel
A outra mudança realizada pela SSP foi no Plantão de Polícia Civil da Vila Embratel, que funcionava no mesmo prédio da delegacia do bairro (16º DP), na Avenida Sarney Filho. O plantão iniciava-se após as 18h, com o término do expediente da delegacia e, com a mudança, passará a funcionar ao lado da nova sede do 5º Distrito Policial, na Avenida dos Portugueses, com outro nome: Plantão do Itaqui-Bacanga.

A mudança também não agradou aos moradores da Vila Embratel, que passarão agora a se deslocar mais longe para registrar uma ocorrência policial após as 18h. Além disso, o prédio onde está funcionado a delegacia está em péssimas condições de infraestrutura.

Os policiais que trabalham no local reclamam das atuais condições do imóvel, cheio de infiltrações, rachaduras, fiações expostas e outros problemas. “É muito complicado ficar aqui, nas atuais condições”, disse um dos policiais, que preferiu não se identificar. Uma placa na parede da delegacia informava que a última reforma na delegacia foi feita na época da gestão de Raimundo Cutrim à frente da Gerência de Estado da Justiça, Segurança Pública e Cidadania (Gejuspc).

Plantão da Vila Embratel e delegacia do Anjo da Guarda em novo endereço

Outro agravante é a falta de condições de trabalho. Um policial que trabalha na delegacia afirmou que atualmente o telefone do distrito policial não faz ligações e apenas recebe chamadas. As duas viaturas da delegacia estão há anos com a revisão atrasada, o que prejudica a utilização no combate à criminalidade.

O plantão de polícia, 5º DP e também a Supervisão de Áreas Integradas de Segurança Pública (Saisp) Sul estão funcionando em um complexo cedido pela Vale, e os imóveis não estão completamente adequados para receber esses distritos. Porém, eles já estão instalados no local há dias.

Logo na entrada desses prédios, há uma placa com informações a respeito dos serviços de adequação que estão sendo feito nesses locais. Os serviços para a reforma dos espaços estão orçados em mais de R$ 100 mil e têm um prazo de 45 dias para a conclusão, sendo executados pela empresa Engetech Construtora LTDA.

Posicionamento
Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP) informou que as mudanças realizadas tiveram como objetivo melhorar a qualidade do atendimento à comunidade do Itaqui-Bacanga. Disse que a transferência do Plantão da Vila Embratel para o Anjo da Guarda viabilizou a facilidade de acesso da população daquela área ao referido departamento de polícia.

A delegacia da Vila Embratel, de acordo com a secretaria, continuará desenvolvendo as suas atividades, entretanto, não funcionará mais em regime de plantão. O prédio deve passar por reformas nas próximas semanas, o que não acarretará na interrupção de seus serviços.

Por fim, a SSP esclareceu que as mudanças nos endereços não comprometerão a segurança nas localidades em questão, já que os trabalhos das polícias Civil e Militar continuarão sendo desenvolvidos de forma permanente.

Números

R$ 103.480,65 é o valor para a adequação dos imóveis onde estão funcionando as três unidades policiais na Avenida dos Portugueses.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte