Vida | Contra o infarto

Consumo de fitoesteróis ajuda a diminuir o “colesterol ruim”

Como possuem funções e estrutura semelhantes, os fitoesteróis e o colesterol ruim acabam competindo durante a digestão
07/04/2017
Consumo de fitoesteróis ajuda a diminuir o “colesterol ruim” Castanhas são ricas em fitoesteróis (Divulgação)

Dados do Ministério da Saú­de apontam que 20% da população possui excesso de colesterol ruim no organismo. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as doenças cardiovasculares são as principais causadoras de morte no mundo, com cerca de 30% dos ca­sos. Só no Brasil, 340 mil pessoas morrem de DCV anualmente. Destas, 1/3 é por infarto, que tem como um dos principais causadores o índice de Lipoproteína de Baixa Densidade (LDL-C) alto.

Um recente estudo da Universidade de São Paulo indica que a ingestão regular de fitoesteróis reduz a concentração de LDL-C, o chamado "colesterol ruim", no organismo. O LDL-C em excesso pode ficar acumulado nas paredes das artérias do coração e ajudar no entupimento dos vasos sanguíneos, aumentando o risco de infarto e Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Rosione Sobrinho, coordenadora do setor de nutrição do Hospital São Domingos, explica que fitoesteróis são substâncias semelhantes ao colesterol, sendo encontradas em vegetais. "São pouco absorvidas pelo intestino e competem com o lipídio. Age de forma saudável no corpo humano contribuindo para a diminuição do colesterol no sangue. Desta forma, auxiliam na redução dos níveis de colesterol total no sangue", afirma.

O estudo concluiu que o consumo regular de fitoesteróis reduz significativamente a concentração de LDL-C. Ou seja, a substância é extremamente importante para manter o coração saudável e livre do "colesterol ruim". Os fitoesteróis bloqueiam parcialmente a absorção do colesterol no intestino e, assim, auxiliam na diminuição do colesterol sanguíneo, o que ajuda a manter o coração saudável.

Segundo a nutricionista Rosione Sobrinho, a substância pode ser encontrada naturalmente no abacate, em nozes, castanhas de caju, castanha do Pará, semente de girassol, soja, milho, feijões, legumes e verduras. "Também são encontrados, comercialmente, enriquecendo pro­dutos como cremes vegetais, alguns iogurtes e leite".

Mais

Além do consumo dos fitoesteróis aliados a uma alimentação equilibrada, a especialista recomenda para manter a saúde em dia:

Exercite-se - Faça atividades físicas, pois essa é uma das principais atitudes para manter o coração saudável;

Realize exames de rotina - A prevenção ainda é o melhor remédio;

Cuide da mente, seja feliz - Dedique alguns minutos do dia para uma atividade que envolva o lúdico, como ler, assistir filmes, escrever ou fazer artesanato;

Controle a glicose - Diminua o consumo de alimentos ricos em açúcar;

Controle o peso - A manutenção do peso é fundamental e uma das principais atitudes para manter o coração saudável;

Faça uma dieta balanceada - Cuidado com o açúcar! Sal e gordura saturada são os principais vilões. Use na dieta porções de frutas frescas, legumes e verduras, além de proteínas magras, como frango, carnes e peixes.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte