Cidades | Animais abandonados

Animais sofrem abandono e maus-tratos em São Luís

Gatos sem dono já foram chacinados na “Praça dos Gatos”, na Areinha; jumentos são abandonados à sorte por estarem feridos e sem condições de trabalhar; situações são apenas algumas que chegam ao conhecimento do público
18/03/2017
Gatos abandonados são alimentados na “Praça dos Gatos”

SÃO LUÍS - Somente no mês de março, dois fatos ocorridos em São Luís chamaram a atenção para a forma como o ser humano vem lidando com os outros animais existentes no mundo. No sábado, dia 12 de março, uma jumenta, em trabalho de parto, foi abandonada pelo dono na Avenida dos Portugueses, nas proximidades da Vila Embratel. Alguns dias depois, outra jumenta, com a pata quebrada em uma fratura exposta, foi abandonada nas proximidades do retorno do Tirirical.

Mas quem trabalha diariamente com o resgate de animais em situação de abandono e agressão sabe que os dois casos são apenas alguns que chegam ao conhecimento do público em geral. Na semana passada, outros três jumentos passaram por situação semelhantes, sem falar nas centenas de cães e gatos que sofrem diariamente nas mãos de animais, ditos racionais.

Neste ano e no fim do ano passado, por exemplo, dezenas de gatos foram mortos no espaço conhecido como “Praça dos Gatos”, localizada às margens do Rio das Bicas, na Avenida Vitorino Freire, na Areinha. Ali, vivem centenas de felinos abandonados por seus antigos donos e, até o momento, a explicação para o massacre seria que alguém, com um senso sádico, teria atiçado cães contra os bichanos.

LEIA TAMBÉM:

Faltam leis sérias contra maus-tratos a animais e ações do poder público


Legalmente, a promotoria do Meio Ambiente já ajuizou uma Ação Civil Pública contra o Município de São Luís responsabilizando o poder público pela omissão neste caso. A ação também afirma que a situação traz riscos para a saúde pública e também causou e causa sofrimento aos animais.

No entanto, a médica sanitarista e presidente da ONG Bicho Feliz, Diana Serra, mostra preocupação com relação a essa ação. Segundo ela, a Prefeitura de São Luís pode entender que tem de se livrar dos ga­tos, já que se trata de uma situação, prioritariamente, de saúde pública. “A ação tem de ser também a favor dos animais”, ressalta.

Jumenta com fratura exposta em canteiro central na Av. Guajajaras

Jumentas
A jumenta que entrou em trabalho de parto no canteiro central da Avenida dos Portugueses, no sábado, 12, morreu. Ela e seu filhote. Segundo relato, ela sofreu desde as primeiras horas da manhã até as 23h, quando as pessoas que acompanhavam sua angústia conseguiram realizar o parto.

Várias pessoas ligaram para diversos órgãos: Bombeiros, Prefeitura, Polícia Militar, mas todos diziam que não podiam ajudar em nada, pois não realizavam procedimentos em animais, resultando no fim trágico do asno e de sua cria.

A outra jumenta foi largada pelo seu dono, pois foi atropelada e não serviria mais para uso. Ficou no canteiro central, com uma fratura exposta por vários dias, sem que nenhum órgão competente tomasse uma providência.

Várias pessoas tentaram ligar para a Prefeitura recolher o animal, mas sem êxito. Enfim, após cerca de 20 dias de sofrimento, alguém passou e levou o animal. Ninguém sabe quem foi, nem para onde.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte