Cidades | Na internet

Cibercrimes são investigados no Maranhão

Departamento de Combate a Crimes Tecnológicos apura uso de aplicativos de comunicação para pedir dinheiro, de apps de bancos, para roubo de dados, e clonagem de cartões
10/02/2017

SÃO LUÍS - Os crimes digitais evoluíram. Se há cinco anos muitos internautas caíam no golpe do vírus enviado por e-mail, hoje os alvos preferidos dos fraudadores virtuais são redes sociais, como Facebook, e aplicativos de mensagens instantâneas, como o WhatsApp. No Maranhão, o Departamento de Combate a Crimes Tecnológicos (DCCT), da Superintendência Estadual e Investigações Criminais (Seic), está investigando três práticas que se tornaram muito comuns: o uso de aplicativos de comunicação para pedir dinheiro, o uso de aplicativos de bancos para roubo de dados dos clientes e a clonagem de cartões.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte