Geral | Cinema

Prisão ocorrida em São Luís será representada em filme sobre a Lava Jato

Apesar do fato ter ocorrido no Maranhão, as cenas da prisão de Alberto Youssef foram gravadas no Rio de Janeiro, no hotel Slaviero Lifestyle
Com informações do Uol07/02/2017 às 11h32
Cenas gravadas em hotel no Rio de Janeiro

SÃO LUÍS - A prisão do doleiro Alberto Youssef, que ocorreu em março de 2014 em um hotel de São Luís, será representada em uma das cenas do filme Polícia Federal - A Lei é Para Todos, dirigido por Marcelo Antunez, sobre a emblemática Operação Lava Jato. O longa deve estrear em julho no cinemas.

Apesar do fato ter ocorrido em São Luís, as cenas da prisão do doleiro foram gravadas no Rio de Janeiro, no hotel Slaviero Lifestyle. As imagens mostram cena de perseguição para prender Youssef, mostrando o delegado Vinícius correndo nos corredores do hotel atrás do alvo.

"A Lava Jato é uma operação de escritório, muito burocrática. Essas cenas de ação a gente conseguiu retratar no início. Nessa fase, ainda tinha doleiros envolvidos, traficantes de drogas que lavavam dinheiro. Depois, os riscos deixam de ser de integridade física e passam para o lado político, de anular a operação", afirma o cineasta, no intervalo de filmagens, ao Uol.

Cenas gravadas em hotel no Rio de Janeiro

Para reproduzir a operação nas telonas, o processo de pesquisa durou cerca de um ano e meio e incluiu pelo menos 40 entrevistas e consulta a vídeos, denúncias e todos os documentos de acesso público da operação. Para isso, foi feito um acordo entre a produção do filme e a Polícia Federal. O texto da delação do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, por exemplo, foi extraído da transcrição do documento, palavra por palavra.

“Não estamos nos desviando de nenhum caminho por uma questão política. Uma coisa eu sei: esse filme é um blockbuster, a ser lançado em mais de mil salas pelas duas maiores distribuidoras do país. Vai ter um impacto muito forte. Estamos trabalhando para retratar o máximo dessa realidade”, afirma o produtor Tomislav Blazic.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte