Política | Sessões

Bancada maranhense no Senado teve 26% de faltas em 2016

Das 24 ausências somadas de João Alberto Souza (PMDB), Edison Lobão (PMDB) e Pinto da Itamaraty (PSDB), oito não foram justificadas
Com informações do Congresso em Foco09/01/2017 às 16h22
Bancada maranhense no Senado teve 26% de faltas em 2016Senadores somaram 24 faltas em 2016 (Fotomontagem/EduardoLindoso)

BRASÍLIA - Os três parlamentares da bancada maranhense somaram 24 faltas em 91 sessões deliberativas realizadas entre o início de fevereiro e 8 de dezembro de 2016 no Senado Federal, o que corresponde a 26% de ausências. O levantamento foi divulgado nesta segunda-feira (9) pelo Congresso em Foco.

De acordo com os dados, das 24 faltas somadas de João Alberto Souza (PMDB), Edison Lobão (PMDB) e Pinto da Itamaraty (PSDB), oito não foram justificadas, o que representa um percentual de 33% do total de ausências.

O senador João Alberto Souza foi o que mais faltou entre os maranhenses. Foram 15 faltas, com quatro delas não justificadas. Em seguida aparece Edison Lobão, com cinco faltas, com uma não explicada. Por fim, Pinto da Itamaraty não foi a quatro sessões, sendo três sem justificativa apresentada. O último só tomou posse como senador em outubro de 2016. Ele era o primeiro suplente do senador Roberto Rocha (PSB-MA), que se licenciou para tratar de assuntos particulares.

Outros

O senador Reguffe (sem partido-DF) foi o único a comparecer a todas as sessões reservadas a votação em 2016. Outros quatro registraram uma única ausência em todo o ano: o candidato à presidência do Senado e líder do PMDB, Eunício Oliveira (PMDB-CE), José Pimentel (PT-CE), Pedro Chaves (PSC-MS) e Waldemir Moka (PMDB-MS).

Fernando Collor (PTC-AL) foi apontado como o mais ausente do ano, excluído os casos motivados por problemas de saúde. Collor faltou uma a cada três sessões. Os dois senadores que mais se ausentaram enfrentaram problemas de saúde ao longo do ano: Jader Barbalho (PMDB-PA), que somou 62 faltas, e Rose de Freitas (PMDB-ES), que faltou 30 vezes. Ambos se valeram de licenças de saúde. Ainda assim, Jader foi o campeão em ausências não justificadas. O senador deixou 18 faltas acumuladas sem justificativa.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte