Cidades | Sem conclusão

Obras do Hospital da Criança continuam paralisadas em SL

Desde o fim da campanha eleitoral, em novembro do ano passado, os moradores da área não veem nenhuma movimentação no local; serviços deveriam ser concluídos em fevereiro deste ano, mas tudo leva a crer que isso não acontecerá
06/01/2017
Obras do Hospital da Criança continuam paralisadas em SLObras do Hospital da Criança estão inacabadas e prazo de finalização está marcado para o mês de fevereiro; serviços estão paralisados desde novembro (Biné Morais / O ESTADO)

Mesmo após a chegada do novo ano, as obras do Hospital Odorico Amaral de Mattos (Hospital da Criança), localizado no bairro Alemanha, em São Luís, seguem paradas. Moradores da região e pessoas que trabalham ali por perto dizem que, pelo menos depois do segundo turno das eleições municipais, em outubro do ano passado, nenhum trabalhador foi visto no canteiro de obras. Apenas os vigilantes e pessoas pontuais, como engenheiros, visitam o local, de vez em quando.

O Estado esteve no hospital, em vários horários, e constatou que realmente não há indícios de que uma obra esteja sendo tocada no local. Foi possível ver um ou outro funcionário da empresa contratada, fardado, mas eles apenas andavam de um lado para o outro.

O prazo para a finalização do serviço é 11 de fevereiro, mas já se afirma que as obras serão retomadas apenas em março. Em dezembro, quando questionada sobre a paralisação dos serviços, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) informou, por meio de nota, que a reforma no Hospital da Criança não havia sido paralisada.

Na época, foi explicado que os funcionários que trabalham na obra estariam de recesso de fim de ano, até o dia 1º de janeiro. Este recesso teria sido um acordo firmado entre a empresa responsável pela obra e os funcionários.

Parceria
O novo Hospital da Criança é alardeado como a grande obra da parceria entre Governo do estado e Prefeitura de São Luís. Durante as últimas eleições municipais, a obra foi utilizada constantemente como propaganda do prefeito reeleito Edivaldo Holanda Júnior (PTC).

Segundo a Prefeitura de São Luís, depois da reforma o hospital deve garantir atendimento mais humanizado e com mais qualidade ao público infantil. Serão 25 enfermarias com 178 leitos, uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com 11 leitos, área de isolamento, sala de tomografia, salas de ultrassom, lactário, sala de nebulização, laboratório, sala de sutura, sala de coleta, dois elevadores para transporte de macas e pacientes, farmácias satélite, duas recepções de espera infantil e Centro Cirúrgico com quatro salas de grande porte.

Antes de iniciada a reforma, porém, o Ministério Público e a Justiça, tentaram, de várias formas,
obrigar a Prefeitura a resolver os problemas na unidade de saúde, isso porque diversas vistorias realizadas no local apontavam que o prédio estava completamente inadequado para uso. Conforme o laudo apontava, foi constatado o descumprimento das normas sanitárias em vigor, que poderiam provocar sérios danos à saúde dos usuários do hospital.

Procurada por O Estado, a Prefeitura de São Luís não respondeu aos questionamentos.

Número
R$ 14.975.965,88 é o valor das obras em execução no Hospital da Criança

SAIBA MAIS

Em outubro de 2015, a Prefeitura de São Luís e o Governo do Estado celebraram convênio no valor de R$ 10 milhões para a ampliação do Hospital Dr. Odorico Amaral de Mattos (Hospital da Criança).

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte