Economia | Empreendimento

Vale inaugura o maior projeto da história da mineração

Complexo S11D Eliezer Batista, que homenageia o ex-presidente da Vale responsável pela viabilidade da mina de Carajás, entrará em operação comercial em janeiro de 2017
18/12/2016 às 00h00
Vale inaugura o maior projeto da história da mineraçãoVista aérea da usina que tem capacidade de processamento de 90 milhões de toneladas por ano de minério de ferro (Divulgação/Agência Vale)

A Vale inaugurou neste sábado, 17, o maior projeto de mineração de sua história e da indústria da mineração. O Complexo S11D Eliezer Batista - uma obra de US$ 14,3 bilhões - inclui mina, usina, logística ferroviária e portuária, e vai ajudar a empresa a se consolidar como a mineradora de menor custo de produção da indústria. O empreendimento integra produtividade, inovação e respeito às pessoas e ao meio ambiente.

Trata-se, ainda, do maior investimento privado realizado no Brasil nesta década e que deve impactar positivamente as exportações brasileiras, trazendo novo impulso ao desenvolvimento econômico e social do país, em especial aos estados do Pará e Maranhão.

As operações da Vale em Minas Gerais também serão beneficiadas, já que terão seu minério misturado (blending) com o do S11D em unidades operadas pela empresa no exterior.

"Para mim, ver o Complexo S11D Eliezer Batista concluído é muito mais do que estar diante de um novo marco na indústria da mineração. Para além de um empreendimento que agrega tecnologia de ponta, baixo custo e alta produtividade, o S11D expressa a capacidade de realizar da nossa empresa", afirma o diretor-presidente da Vale, Murilo Ferreira.

"Aceitamos o desafio de implantar uma das maiores operações de minério de ferro do mundo, mesmo diante de um cenário externo de incertezas. Com a confiança em nossa gestão estratégica e nosso capital humano, seguimos adiante na missão de tirar da planta um dos projetos mais ousados da nossa empresa e colocá-lo em operação", acrescenta.

A inauguração do empreendimento, que entra em operação comercial em janeiro de 2017, marca uma história de 15 anos, iniciada em 2001, quando foram feitos os primeiros estudos de capacidade técnica e viabilidade econômica, que levaram à atual configuração do Projeto S11D. A Licença Prévia (LP) saiu em junho de 2012 e, um ano depois, foi emitida a Licença de Instalação (LI). No último dia 9, saiu a Licença de Operação (LO). Hoje, a vida útil da mina do S11D está estimada em 30 anos.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte