Geral | Drama

Maranhense que procura filho desaparecido sensibiliza o país

História de José de Ribamar de Fátima Rodrigues, de 60 anos, foi mostrada em reportagem publicada ontem em jornal de grande circulação
O Estadoma.com12/12/2016 às 11h22
Maranhense que procura filho desaparecido sensibiliza o paísJosé de Ribamar anda com o cartaz com fotos do filho desaparecido (Eduardo Knapp/Folhapress)

O maranhense José de Ribamar de Fátima Rodrigues, de 60 anos, tem dedicado a vida a procurar o filho, Cleiton, de 29 anos, que desapareceu no dia 11 de março deste ano. Cleiton, que tem esquizofrenia e depressão, estava morando na casa do irmão, no município de Guariba, interior de São Paulo. Desde então, José de Ribamar deixou os outros filhos em Timon e saiu em busca de Cleiton, em uma jornada que foi contada pela repórter Thaís Lazzeri para o Jornal Folha de São Paulo.

A história chama a atenção pois o pai anda com um cartaz com fotos dos filhos e já passou pelos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás, sempre registrando boletins de ocorrência na esperança de conseguir informações sobre o filho. Sem condições financeiras e com um deficiência – ele perdeu a mão e parte do braço quando uma granada encontrada no mato explodiu na sua frente – ele roda o país pedindo caronas por onde passa.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte