Cidades | Comércio

Efetivo policial para o Centro será aumentado a partir do dia 15 deste mês

Movimento na Rua Grande e adjacências, principais via de comércio de São Luís, aumentou com a chegada do Natal; falta de segurança preocupa comerciantes e consumidores
10/12/2016 às 11h32
Efetivo policial para o Centro será aumentado a partir do dia 15 deste mêsHoje, cerca de 80 policiais fazem a segurança da área central (Flora Dolores / O ESTADO)

O Natal se aproxima e com isso o comercio começa a se aquecer. No Centro de São Luís, o aumento no número de consumidores já é perceptível, especialmente na Rua Grande, principal via de compras da capital. Com o crescimento do movimento no local, o risco de assaltos aumenta e esta é uma das preocupações de quem trabalha e frequenta o local. De acordo com o comandante do Policiamento Metropolitano da Área I (CPAM I), coronel Pedro Ribeiro, o aumento no efetivo policial ocorrerá a partir do dia 15 deste mês.

Atualmente, cerca de 80 policiais fazem a segurança da área central, que vai da Praia Grande até o Parque do Bom Menino, Hospital Dutra a Madre Deus e toda a área que circundada pelo Anel Viário. “Nosso planejamento para destacamento de um número maior de policiais começará a partir do dia 15 e não se restringirá somente ao Centro, mas se estenderá a outros locais de grande movimento comercial como as avenidas Castelo Branco, Guajajaras, João Pessoa, Amélia Saldanha, Carlos Cunha, Daniel de La Touchè, entre outras”, diz o coronel Pedro Ribeiro.

O ambulante Simplício Sampaio, que viu uma oportunidade de aumentar sua renda neste fim de ano, montou sua barraca no início da Rua Grande e diz sempre ver policias a pé e também em viaturas e motos patrulhando a área. “Eles sempre passam por aqui, mas acho que poderia ter mais policias porque acredito que ainda seja pouco para este movimento. A gente não se sente seguro”, diz.

O mesmo sentimento de insegurança é compartilhado pela consumidora Ilna Belém. “Nunca vejo policias por aqui, o que é uma pena. Por isto mesmo evito fazer compras no Centro, prefiro em locais como os shoppings, por exemplo”, observa.

O coronel Pedro Ribeiro desataca que para a operação de fim de ano, serão convocados os policias que não estiverem de férias e também haverá redução de folgas. “Este efetivo também estará nas ruas durante as festas de réveillon, atuando desde a Praia da Guia até Panaquatira, com atenção em lugares como Rodoviária e Ponta da Espera”, diz o comandante do CPAM I.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte