Geral | Na conta!

Dinheiro de recursos repatriados já está nas contas das prefeituras do Maranhão

Cidades maranhenses foram contempladas com R$ 237 milhões e São Luís, com R$ 30 milhões, levou a maior bolada
OESTADOMA.COM10/11/2016 às 18h25
Dinheiro de recursos repatriados já está nas contas das prefeituras do Maranhão Ao todo, no Brasil foram repatriados R$ 169,9 bilhões

SÃO LUÍS – Já estão nas contas das prefeituras do Maranhão os R$ 237 milhões, oriundos do programa de regularização de ativos no exterior, também conhecido como repatriação de recursos. O dinheiro foi depositado junto com o primeiro decêndio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). No Maranhão, todos os municípios receberam os recursos e a capital, São Luís, foi a campeã, com mais de R$ 30 milhões. Ao todo, no Brasil foram repatriados R$ 169,9 bilhões

Desse total, foram arrecadados R$ 50,9 bilhões, referentes ao Imposto de Renda (IR) e multa da formalização dos valores. O prazo para regularizar os ativos encerrou no dia 31 de outubro. Um balanço divulgado pelo secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, revela que 25.114 contribuintes apresentaram a Declaração de Regularização Cambial e Tributária (Dercat). Ao todo, foram 25.011 pessoas físicas e 103 de pessoas jurídicas.

As pessoas físicas regularizaram R$ 163,875 bilhões em ativos no exterior, o que correspondeu a R$ 24,581 bilhões em IR e de R$ 24,580 bilhões de multa pela regularização. No caso das pessoas jurídicas, o montante regularizado em ativos soma R$ 6,064 bilhões, dos quais R$ 909,739 milhões são referentes ao Imposto de Renda e R$ 909,738 milhões referentes à multa.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) explica que o valor repatriado é diferente do valor arrecadado. O primeiro refere-se ao montante declarado pelo contribuinte ao governo federal, e portanto, trazido ao Brasil. Já o valor arrecadado é o valor obtido pelo governo com a aplicação das devidas multas.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte