Alternativo | AML

História e literatura na AML

Academia Maranhense de Letras recebe hoje, às 14h30, acadêmicos da Faculdade Pitágoras, que conhecerão a instituição e participarão de Café Literário
20/10/2016
História e literatura na AMLCasa de Antônio Lobo será palco de mais um Café Literário (Flora Dolores / O ESTADO)

Alunos do Curso de Letras da Faculdade Pitágoras do Maranhão terão uma aula diferente hoje, às 14h30. Eles farão uma visita à Academia Maranhense de Letras (AML), na Rua da Paz, e serão recepcionados por imortais e pelo presidente da Casa de Antônio Lobo, Benedito Buzar. Além disso, os alunos participarão de Café Literário com a participação de Ceres Costa Fernandes, que falará sobre a “Crônica Contemporânea”, e Sebastião Moreira Duarte, que dissertará sobre a importância social e cultural da AML.

A ideia é propiciar aos estudantes condições para o envolvimento, participação e a integração, buscando sempre aprimorar suas técnicas, habilidades e múltiplas competências. O mediador das palestras será o professor e membro da Academia Vianense de Letras, Joaquim Gomes. Os alunos estarão acompanhados dos professores da Faculdade Pitágoras Lidyane Gomes, Joaquim Gomes, Evandro Abreu, Lilia Luz e José Neres. Benedito Buzar, além de recepcionar os alunos, ministrará a palestra “Academia Maranhense de Letras: História e Importância Social”.

A AML foi fundada em 10 de agosto de 1908, por Antônio Lobo, Alfredo de Assis Castro, Astolfo Marques, Barbosa de Godois, Corrêa de Araújo, Clodoaldo Freitas, Domingos Barbosa, Fran Paxeco, Godofredo Viana, Xavier de Carvalho, Ribeiro do Amaral e Armando Vieira da Silva. Foi solenemente instalada no dia 7 de setembro daquele ano. O imóvel onde está instalada foi construído para sediar a Escola de Primeiras Letras da Freguesia de Nossa Senhora da Vitória.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte