Geral | Ator

Missa de 7º dia de Guilherme Telles ocorre nesta quarta-feira

Ator e diretor de teatro morreu na manhã do dia 28 do mês passado, em São Luís, vítima de uma insuficiência respiratória
OESTADOMA.COM02/08/2016 às 16h00
Missa de 7º dia de Guilherme Telles ocorre nesta quarta-feiraGuilherme Telles administrava a Pulsar Companhia de Dança e tocava os projetos teatrais (Reprodução / Facebook)

SÃO LUÍS - A missa de sétimo dia de falecimento do ator e diretor de teatro Guilherme Telles será realizada, a partir das 20 horas, nesta quarta-feira (3) na Igreja São Vicente de Paulo, no Apeadouro. O artista morreu na manhã do dia 28 do mês passado, em São Luís, de insuficiência respiratória.

O ator apresentou nos últimos meses um quadro de déficit respiratório. Foi detectada inicialmente uma pneumonia e ele iniciou um tratamento. Em seguida, foi detectado um enfisema pulmonar em grau avançado. Ele, então, deu entrada na UPA da Vila Luizão e seria encaminhado para outro hospital de maior porte, mas não deu tempo. Ele teve um quadro de insuficiência respiratória e faleceu.

Histórico

Guilherme Soares Telles de Souza nasceu em 2 de agosto de 1965. Iniciou seus estudos no em 1982, com a professora Regina Telles no Estúdio Pró-Dança, logo assumindo a direção da escola e atuando como bailarino, ator e professor em cursos de dança. Sua estreia no teatro foi com o espetáculo Andar sem parar de Transformar.

Como bailarino e coreógrafo, participou dos espetáculos: 10 em cena; HuisClos; Ritos e desejos; Apenas uma mulher; Ultrapassagem; Leques; Antígona; A menina e o pássaro; O trabalhador; O pequeno príncipe; Bar do porto; Chamató; Cinzentos mares; Murais; Mata racha; Se Ana voltar, entre outros.

Uma de suas atuações mais importantes foi em Dona Casemira, o monólogo de humor que conta a história de uma típica representante das manifestações culturais maranhenses. A personagem ganhou tanto destaque que Guilherme Telles passou a ser convidado a apresentá-la em escolas e instituições.

Guilherme Telles fazia parte uma grande família de 10 filhos homens e uma mulher, todos nascidos na capital. Atualmente, ele estava administrando a Pulsar Companhia de Dança e tocava os projetos teatrais como o espetáculo Encantos, apresentado em junho em longa temporada no Teatro Arthur Azevedo.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte