Geral | Preconceito

Após polêmica envolvendo Miss Maranhão, internautas fazem campanha contra racismo

Deise D'anne, de 26 anos, foi alvo de acusações de ter fraudado o concurso de beleza; coordenação do evento negou irregularidade
OESTADOMA.COM05/07/2016 às 09h50
Deise D'anne é modelo e estudante de Educação Física

SÃO LUÍS - Após polêmica envolvendo a Miss Maranhão 2016, Deise D'anne, internautas iniciaram campanha contra "preconceito, intolerância, racismo e inveja". A modelo e estudante de Educação Física foi alvo de acusações de ter fraudado o concurso de beleza.

A jovem de 26 anos foi escolhida a representante do estado na noite do dia 28 de junho, em cerimônia realizada no Teatro Arthur Azevedo. Em seguida, começaram a surgir rumores de que ela não poderia estar participando do concurso por causa da sua idade.

Logo após as acusações, a Miss Maranhão publicou nota em que diz que "talvez seja a beleza negra que esteja incomodando". Ela esclareceu que "na página 26 item C, do manual de operações e ética Miss Brasil 2016, está escrito de forma cristalina que poderiam concorrer candidatas com idade mínima de 18 e máxima de 26 anos completos até o dia 01/02/2016".

Campanha em favor da Miss Maranhão 2016

A coordenação também publicou nota afirmando que "a nossa bela negra não fraudou qualquer documento, estando devidamente qualificada para representar o nosso estado no Concurso Miss Brasil que ora se avizinha".

Depois das acusações, internautas se mobilizaram e iniciaram campanha em rede social de apoio a Deise D'anne: "Abaixo o preconceito, a intolerância, o racismo e a inveja". A mensagem curtida e compartilhada nas redes está acompanhada de uma foto da miss.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte