Geral | Mobilização

Trabalhadores avulsos do Porto do Itaqui fazem protesto contra mudanças trabalhistas

Segundo a categoria, Órgão Gestor de Mão de Obra quer acabar com a mão de obra avulsa no terminal; mobilização ocorreu na manhã de hoje
O Estadoma.com28/06/2016 às 10h09
Trabalhadores avulsos do Porto do Itaqui fazem protesto contra mudanças trabalhistas Trabalhadores exibiram cartazes durante mobilização no Porto do Itaqui (Divulgação)

Trabalhadores avulsos do Porto do Itaqui estão realizando uma mobilização, desde as primeiras horas de hoje (28), para protestar contra mudanças trabalhistas que estão ocorrendo no terminal. Segundo a categoria, o Órgão Gestor de Mão de obra (Ogmo), junto com a Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), quer acabar com a mão de obra avulsa. Esta não é a primeira vez que os trabalhadores fazem protesto (relembre aqui).

De acordo com informações da categoria, cerca de 30 trabalhadores avulsos já teriam sido vinculados, mas outros 117 estariam correndo o risco de perder seus postos de trabalho. Outra reivindicação da categoria é a saída imediata do diretor executivo do Ogmo, Alfredo Antônio Silva Sousa, que, segundo os trabalhadores, estaria atendendo aos interesses das empresas.

Pela nova Lei dos Portos, os terminais de uso privado (TUPs) foram liberados para movimentar cargas de terceiros e não precisam usar a base de trabalhadores dos Ogmos, responsáveis por administrar e qualificar a oferta de trabalhadores avulsos nos portos organizados. A mesma lei, contudo, diz que instalações dentro dos portos (áreas públicas), mesmo que optarem pelo vínculo (CLT), devem usar exclusivamente os trabalhadores cadastrados nos Ogmos.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte