Vida | Saúde

Bruxismo em crianças: saiba como lidar com o problema

Especialista explica o que os pais devem fazer para que o bruxismo não resulte em problemas mais sérios
O Estadoma.com, com informações de assessoria25/05/2016 às 12h05
Bruxismo em crianças: saiba como lidar com o problemaHábito de ranger ou apertar muito os dentes ocorre mais durante o sono (Reprodução)

É cada vez mais recorrente as crianças desenvolverem bruxismo, ou seja, o hábito de ranger ou apertar muito os dentes. A ação acontece de forma involuntária e muitas vezes durante o sono e tem despertado preocupação em muitos pais e responsáveis. Muitas pessoas não sabem que tem bruxismo, mas sentem dores na face, na mandíbula e dores de cabeça que são sintomas do problema.

O bruxismo pode resultar em problemas mais sérios, como a síndrome da Articulação Têmporo-Mandibular (ATM) ou Disfunção da ATM. A ATM é a estrutura que conecta a mandíbula aos ossos temporais do crânio, a sua desordem ocasiona a impossibilidade do funcionamento dessa estrutura muscular, o indicativo dessa disfunção é o estalido, quando o disco articular se desloca de sua posição fisiológica.

Para lidar com esse problema, a pediatra do Hapvida Saúde, Nicole Bezerra esclarece sobre as formas de tratamento e suas especificidades. “O bruxismo tem cura, mas o tratamento vai depender da causa e a partir disso é traçado um tratamento. As principais causas são os fatores oclusais, ou seja, quando existe alguma interferência e a mordida não tem um bom encaixe. Além disso, fatores de ordem sistêmica, alteração na respiração, deficiências nutricionais, fatores emocionais, estresse, uma criança hiperativa e até mesmo hábitos alimentares inadequados podem ser fatores desencadeadores”, explica.

A especialista ainda acrescenta que se trata de um tratamento multidisciplinar, o paciente faz uma primeira avaliação com o pediatra para descobrir a causa e depois é encaminhado para outros profissionais. “É importante que o tratamento seja feito por profissionais de outras áreas, o paciente tem que ser acompanhado por um dentista para ver essa questão da interferência dental. Algumas vezes é necessário um ajuste oclusal, usando placas, em alguns casos é necessário usar aparelho ortodôntico", diz. A especialista afirma que também existe o tratamento psicológico, que vai ajudar a criança a lidar com estresse, ansiedade e hiperatividade, uma das maiores causas do bruxismo infantil noturno. Além disso, existe o tratamento com o fonoaudiólogo, que vai se atentar para a maneira de como os pequenos estão reprimindo a mandíbula, a função desse especialista é ensinar a relaxar ainda mais a mandíbula com exercícios.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte