Política | Após afastamento

Deputado Waldir Maranhão assumirá presidência da Câmara

Após afastamento de Eduardo Cunha pelo STF, maranhense assume a presidência da Casa
O Estadoma.com05/05/2016 às 09h07
Deputado Waldir Maranhão assumirá presidência da CâmaraDeputado Waldir Maranhão também é investigado na Operação Lava Jato (Ag. Câmara)

Com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de afastar Eduardo Cunha (PMDB-RJ) do mandato de deputado federal, o maranhense Waldir Maranhão (PP-MA) assumirá a presidência da Casa. Após o afastamento de Cunha, o nome do deputado já figurava como um dos assuntos mais comentados no Twitter, entre outros motivos por ele também ser um dos investigados na Operação Lava Jato.

Veterinário por formação, Waldir Maranhão foi reitor da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) antes de ser eleito deputado federal em 2006, pelo PSB, com 64.286 votos. Chegou a ser candidato a prefeito de São Luís nas eleições de 2008, mas obteve apenas 0,5% dos votos. Em 2010, foi reeleito, já pelo PP, com 106.646 votos. Foi novamente reeleito em 2014, com 66.274 votos. Passou a compor a mesa diretora da Câmara dos Deputados em 2015, como vice-presidente da Casa.

Waldir Maranhão é alvo de dois inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF), ambos por suposta prática de crimes de ocultação de bens e desvio de recursos de fundos de pensão, que teria movimentado R$ 300 milhões em um ano e meio. Ele também é investigado por lavagem de dinheiro e recebimento de propina – repasses mensais de R$ 30 mil e R$ 150 mil – do doleiro Alberto Youssef, por participação na quadrilha que desviou recursos e fraudou contratos da Petrobras com empreiteiras investigadas na Operação Lava-Jato.

Após o afastamento de Cunha, o nome de Waldir Maranhão passou a figurar como um dos tópicos mais comentados do Twitter.







Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.