Alternativo | Música

Um canto cristão em registro

Cantor Marcos Mariano, que era conhecido como cantor de brega, agora divulga trabalho voltado para a música cristã; o CD intitulado "Família", com 14 faixas, está sendo distribuído em paróquias de diversas cidades maranhenses
06/04/2016
Um canto cristão em registroO cantor maranhense Marcos Mariano há oito anos se dedica à música cristã (Divulgação)

Depois de trilhar um longo caminho pelas veredas do ritmo brega, o cantor maranhense Marcos Mariano desembarcou no terreno da música católica. Atualmente, divulga seu mais recente CD, intitulado “Família”, que reúne 14 faixas e está sendo distribuído em paróquias de diversas cidades no Maranhão, e também no estado do Pará, onde o artista tem amigos.

Marcos Mariano já soma oito anos de música cristã e o álbum “Família” é o resultado da continuidade dessa trajetória. “Vi que a música brega estava me levando para caminhos os quais eu não queria ir. Foi aí que percebi que a música católica celebra e fala de valores morais que estavam se perdendo dentro da família. Eu cantava as mágoas da vida e hoje canto o verdadeiro amor”, disse.

O CD traz canções como “Abortar não senhora”, “Sem Jesus não sou nada”, “Fogo do Céu”, “Derrama teu amor aqui”, “Virgem mãe”, “Senhora e rainha”, “Jesus está aqui”, entre outras. Natural de Parnarama, mas residindo em Imperatriz, Mariano organiza o “Show da Família”, que será realizado naquela cidade, com o objetivo de arrecadar alimentos não perecíveis a serem doados a instituições de caridade. O evento deverá acontecer no fim do ano e está em sua segunda edição. “Aliás, eu pretendo realizar esse mesmo evento em São Luís”, anunciou.

Discos

O ex-bregueiro era conhecido no mundo artístico Ludisney (2 LPs) e também como Marcos Villar (9 CDs). Hoje, contabiliza 25 anos de carreira no total, tendo gravado dois LPS e nove CDs. Nos anos 1990, ele tornou-se um dos cantores mais populares do gênero calypso, no Norte e Nordeste, fazendo shows para públicos numerosos e chegou a ser chamado de o “Rei dos Papudinhos” e “A sensação do brega”.

Foi ele, aliás, quem introduziu a cantora Joelma no estúdio Gravodisc, de Raimundo Batista, em Belém do Pará. Hoje, ainda é amigo dela e do ex-marido, o guitarrista Chimbinha, que chegou a ser seu produtor musical e guitarrista por seis meses. “Ela era vocalista de Kim Marques”, relembra. Desde 2007, dedica-se ao ministério cristão católico e gravou, em 2008, o primeiro CD católico, chamado “Crer”.

Por meio de sua música, o artista busca também incentivar os católicos a frequentar as igrejas. “Infelizmente, muitos católicos acabam abandonando a igreja católica ou vivendo mal a sua fé, porque não conhecem as raízes desta fé e da Igreja. Por sua vez, estão os homens todos obrigados a procurar a verdade, sobretudo àquela que diz respeito a Deus e à sua Igreja, e depois de conhecê-la, a abraçá-la e a praticá-la”, enfatizou.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte