Geral | Comoção

Missa de Sétimo Dia de bailarina será realizada na próxima sexta

Ana Lúcia Duarte, de 51 anos, foi vítima de latrocínio na BR-135 no dia 26 deste mês; missa acontecerá na igreja de São Benedito, no centro de São Luís
Oestadoma.com 30/03/2016 às 14h37
Ana Lúcia Duarte era também professora de história e sua morte causou bastante comoção na cidade

SÃO LUÍS – A Missa de Sétimo Dia da bailarina Ana Lúcia Duarte, de 51 anos, que foi vítima de latrocínio na madrugada do dia 26 deste mês, na BR-135, será realizado nesta sexta-feira (31), na igreja de São Benedito, que fica no centro de São Luís. Amigos da artista informaram que a missa começa a partir das 18h. O assassinato de Ana Duarte causou muita comoção na cidade e dois suspeitos do crime estão presos.

Saiba mais

Amigos lamentam morte de bailarina durante assalto na BR-135

Artistas se mobilizam para protestar contra morte de bailarina

Sepultada a bailarina, e polícia prende suspeitos

Ana e uma amiga passavam pelo 15km da BR-135 quando foi atingida por vários tiros, disparados por bandidos que tentavam assaltar a vítima. Ela, que era a condutora do veículo, perdeu o controle do carro que foi parar no canteiro central da rodovia. Fernanda Sá Macedo, que estava com ela, relatou à polícia que ouviu um disparo e viu muita fumaça no carro.

A artista foi sepultada sob homenagens de artistas, admiradores, amigos e familiaresa

A artista, que também era professora de história, foi enterrada sob várias homenagens de amigos, admiradores e artistas. O enterro da professora coincidiu com o dia em que se comemora o Dia do Teatro e do Circo.

Prisões

A Superintendência de Homicídios da Polícia Civil da capital informou que prendeu dois suspeitos do crime. Guilherme Luís de Araújo Silva e Juracy de Sena e Silva foram detidos no bairro Pedrinhas. Além deles, também foi apreendido um menor, de 15 anos, também por suspeita de envolvimento no crime. Ele foi conduzido para o Centro de Juventude Canaã, no Vinhais.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte