Economia

Veja algumas estratégias para alavancar as vendas no Natal

O Natal é uma das datas comemorativas mais aguardadas pelo comércio, por seu grande potencial nas vendas e na recuperação dos deslizes cometidos durante o ano
Divulgação/ Assessoria12/12/2015 às 13h19

O Natal é uma das datas comemorativas mais aguardadas pelo comércio, por seu grande potencial nas vendas e na recuperação dos deslizes cometidos durante o ano. Em 2015, a crise econômica, desempregos e instabilidade financeira influenciam os consumidores na hora das compras e na quantidade de presentes para a data. No ano passado, segundo um levantamento feito pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e divulgado no dia 26/12/2014, as vendas a prazo que antecedem o Natal caíram 0,7% em relação ao mesmo período de 2013.

De acordo com o consultor e Coach de Vendas Jaques Grinberg Costa, as vendas para o Natal começam dois meses antes e portanto, é necessário ter uma estrutura e um time preparados para alcançar os resultados esperados. “Precisamos inovar para vender mais e ultrapassar as metas. Os Brasileiros são festivos e consumistas, precisamos ajudá-los a comprar o que querem e precisam. O atendimento, a estrutura e um time bem organizado são os principais pilares para resultados positivos e um Natal feliz para ambos os lados.”, releva.

Para esta melhora, Jaques lista quatro dicas que certamente fazem a diferença na elaboração de estratégias para o fim de ano.

1º Exposição dos produtos

O ambiente da loja e a exposição dos produtos são fatores importantes para atrair clientes. Primeiro compramos com os olhos! Destacar produtos âncoras com condições especiais para atrair clientes é um diferencial competitivo. As grandes redes de supermercados sabem fazer a exposição muito bem, compramos produtos que não precisamos por encontra-los de forma atrativa, na altura certa e com as condições que gostaríamos. E ainda, no caixa, tem as revistas, chocolates e etc que também não precisávamos mas pela facilidade compramos.

2º Prepare o seu time

Funcionários desmotivados, despreparados, desvendem! Na época de final de ano é comum as empresas contratarem funcionários temporários, aumentar a carga horária dos funcionários já treinados, mudanças nos horários e etc. São pequenos fatores que podem desmotivar os melhores e motivar os despreparados. Imagine o resultado! Dá medo? Espero que sim! Manter o time motivado, ciente do que irá acontecer e com feedback que a empresa precisa e conta com o apoio de todos é essencial. Treinar os novos funcionários com antecedência e orientar todos para trabalharem em equipe é investir nas pessoas que trazem os resultados esperados, com condições de surpreenderem com as vendas.

3º Os clientes

Muitas empresas esquecem do banco de dados de clientes. Enviar um e-mail, uma mensagem ou telefonar para lembrar os clientes das promoções, condições especiais de parcelamento e produtos diferenciados despertam o interesse pela compra. Precisamos ter os clientes sempre ao nosso lado, lembrando de quem somos. Se a sua loja quiser fazer diferente para fazer a diferença, envie uma mensagem institucional, como por exemplo: “Sr. Jaques Grinberg queremos agradecer por ter visitado a nossa loja em 2015, para nós tê-lo como cliente é uma imensa satisfação. Para o Natal, esperamos que tenha uma experiência de compra como teve conosco. Estamos a sua disposição, abertos até às 22h todos os dias, com muitas novidades.”

4º Como aumentar o ticket médio por compra

O Vendedor Coach não vende, ajuda o cliente a comprar o que deseja e precisa. Se precisamos ajudar os nossos clientes, precisamos também ajuda-los a lembrar quem irá ganhar presente este ano. Uma dica poderosa é ter um bloco de anotações e uma caneta e durante o atendimento, bate papo informal, com o cliente, descobrir para quem ele está pensando em comprar presentes.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte