Desespero

Moradores interditam avenida em protesto contra a buraqueira

Pavimentação da Avenida Santa Clara está comprometida, falta drenagem e a água se acumula, formando poças de lama; quem mora na área está revoltado
26/11/2015

Moradores da Avenida Santa Clara, no bairro Santa Clara, interditaram a via em protesto contra os problemas do local. A pavimentação está comprometida, falta drenagem e a água se acumula, formando poças de lama. Na via, uma placa da Prefeitura de São Luís indica a realização de obras, mas, segundo a comunidade, há sete meses nada é feito, e o problema persiste.

Desde o domingo, dia 22, os moradores da Avenida Santa Clara colocaram pneus, um tronco, galhos , móveis velhos e até uma espécie de cordão, para impedir a passagem de veículos na via. “Na verdade, aqui já não tinha condição de passar carro. A interdição é mais para chamar a atenção”, frisou o eletricista Gabriel Silva Rocha, morador do bairro há 25 anos.

Protesto - A interdição é um protesto contra as condições da avenida, que está com a pavimentação comprometida, esburacada e sem sistema de drenagem da água, que não tem como escoar e forma poças de lama. Uma delas fica no cruzando da Avenida Santa Clara com a Travessa da Janaína. “Em dias de chuva, a água invade as casas e a gente já enfrenta esse problema há vários anos”, disse Gabriel Silva Rocha.

Essa placa da Prefeitura está aqui há muito tempo, mas a obra, que é bom, nunca começou de verdade”Gabriel Silva Rocha, morador do Santa Clara há 25 anos

Este ano, a comunidade acreditou que finalmente teria o problema solucionado com o anúncio, pela Prefeitura de São Luís, da execução de obras de drenagem e com pavimentação com bloquetes de concreto. Até uma placa foi colocada no cruzamento da avenida com a Rua João Alberto, indicando que os trabalhos seriam iniciados, mas sete meses depois a comunidade continua convivendo com os mesmos problemas. “A única coisa que fizeram foi colocar entulho nos buracos. A chuva veio e levou tudo e nada mais foi feito. A gente continua aqui”, disse Neusa Pereira, moradora da Santa Clara.

A revolta dos moradores é maior porque a avenida tem diversos estabelecimentos comerciais e é via de ligação entre a Santa Clara e bairros como a Cidade Olímpica, Tiradentes, Alexandra Tavares, Vila Vitória e outras comunidades da re­gião. “Como os ônibus não têm mais como passar por aqui, a gente tem que descer no ponto final e vir andando”, reclamou Leiliane Oliveira.

A Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) informou que está trabalhando na região do bairro Santa Clara com obras de asfaltamento, correção e implantação de meio-fio, sarjeta, calçada, manutenção e ampliação da iluminação pública. A Semosp comunicou ainda que dezenas de ruas na área que abrange a Vila Riod, Santa Clara e Vila Janaína já foram contempladas e que a avenida principal do bairro também vai ser beneficiada com o serviço. A secretaria esclareceu que o pacote de obras nessa região inclui também a construção de rede de drenagem profunda, para sanar os problemas de inundações recorrentes durante o período de chuvas.

“Essa placa da Prefeitura está aqui há muito tempo, mas a obra, que é bom, nunca começou de verdade”, Gabriel Silva Rocha, morador da Santa Clara há 25 anos

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte