Black Friday

Consumidor deve ter cuidado com publicidade enganosa, diz Procon

Black Friday, evento tradicional nos Estados Unidos e que chegou ao Brasil em 2010, ocorrerá nesta sexta-feira (27); confira dicas importantes
O Estado Online, com informações de assessoria25/11/2015 às 11h40

Nesta sexta-feira (27), lojas de todo o país realizam promoções na Black Friday, evento tradicional dos Estados Unidos, que se tornou popular no Brasil de 2010. Mas, apesar da empolgação para adquirir itens como roupas, eletrônicos e outros produtos com descontos, é importante tomar alguns cuidados para não sair no prejuízo.

Segundo o Procon-MA, o principal cuidado que se deve ter é com a publicidade enganosa, pois algumas empresas aumentam o preço do produto para fazer o desconto parecer maior. Veja outras dicas:

- É importante que o consumidor observe se, de fato, o valor apresentado é promocional ou se ele está sendo induzido a pagar pelo dobro da metade do preço;

- Analise pelo menos três lojas antes de realizar a compra. Com a pesquisa, é possível identificar aumentos injustificáveis nos produtos;

- Lembre-se que os descontos não eximem as empresas de respeitar o Código de Defesa do Consumidor, portanto você tem prazo de 30 dias para troca ou devolução do dinheiro em caso de vícios ou defeitos;

- Nas compras pela internet, o consumidor tem sete dias para troca, mesmo que o produto não apresente defeitos;

- Informe-se da credibilidade do site onde for realizar a compra; as lojas têm obrigação de deixar visível o CNPJ, o que possibilita a consulta da empresa na Receita Federal.

- Caso o consumidor sinta-se lesado, denuncie no Procon. Para isso, é fundamental salvar ou imprimir os documentos que demonstrem a oferta, confirmação do pedido e a compra, como nota fiscal ou fotos. Os consumidores poderão registrar reclamação pelo site do órgão ou em uma das unidades do Procon-MA no estado. A denúncia também pode ser efetuada quando identificada a publicidade enganosa para exigir o cumprimento da oferta, mesmo que o consumidor não tenha efetuado a compra.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte