Emprego

Número de autorizações de trabalho para estrangeiros cai 77% no Maranhão

Estado é o 10º com menor número, segundo dados divulgados pela Coordenação Geral de Imigração do Ministério do Trabalho e Previdência Social
20/11/2015 às 15h24
Todas autorizações concedidas no trimestre foram temporárias (turista)

De julho a setembro deste ano, foram concedidas apenas 10 autorizações de trabalho para profissionais estrangeiros no Maranhão. Segundo dados divulgados pela Coordenação Geral de Imigração do Ministério do Trabalho e Previdência Social (CGIg/MTPS), no mesmo período do ano passado o número de permissões era de 44. Em comparação de um ano para o outro, registrou-se uma queda de 77%.

O Maranhão é o 10º estado com menor número de autorizações de trabalho para pessoas do exterior. Entre as unidades federativas, o Rio de Janeiro liderou com 4.722 autorizações. Em seguida estão os estados de São Paulo (3.987), Ceará (483) e Minas Gerais (374). Entre as piores, estão Tocantins e Acre, que não apresentaram nenhuma permissão e o Mato Grosso do Sul, com duas.

Todas as 10 autorizações concedidas no 3º trimestre deste ano são temporárias, enquanto das 44 do ano passado, uma é permanente. Assim como o Maranhão, Rio Grande do Norte, Distrito Federal, Bahia e Amapá também não emitiram nenhuma concessão permanente no período.

Brasil - No país, 10.703 autorizações de trabalho foram dadas neste período. O relatório indica que, acompanhando a tendência do primeiro semestre de 2015, grande parte dos trabalhadores que receberam autorização de trabalho no Brasil é composta por profissionais das ciências e das artes (4.734); por técnicos de nível médio (2.909); dirigentes do poder público, de organizações de interesse público e gerentes (926); de produção de bens e serviços industriais (892) e de serviços e comércio (836).

Um grupo de 3.495 estrangeiros recebeu autorização de trabalho por até 90 dias e outros 1.533 de até um ano. Também foram concedidas 1.266 concessões de trabalho de até dois anos, com contrato no Brasil e outras 3.838 concessões de até dois anos, sem contrato no país.

Países - Os profissionais dos Estados Unidos lideram as concessões (2.032). Em seguida, estão o Reino Unido (846); Filipinas (757); Índia (748) e Itália (516). O ministério concedeu ainda 319 autorizações de trabalho para residentes dos países que integram o Mercosul e associados. Os trabalhadores da Venezuela lideram (68); seguidos pela Colômbia (65); Argentina (59); Peru (54); Chile (36) e Uruguai (25).

A maior parte das concessões envolve estrangeiros com idade entre 35 e 49 anos (4.495) e entre 20 e 34 anos (4.108). Os homens somaram 9.374 autorizações de trabalho e as mulheres 1.329.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte