Rock in Rio

Rod Stewart emociona o público no encerramento do primeiro fim de semana

Cantor foi a última atração do primeiro fim de semana de shows, que teve ainda Elton John, Paralamas do Sucesso, Seal e John Legend
21/09/2015 às 10h28
Rod Stewart se apresentou ontem no Palco Mundo (rock in rio)

Rio de Janeiro - Foi com a frase "Olá, galera!" que o roqueiro carismático Rod Stewart começou seu show às 00h30 no Palco Mundo. Após 30 anos, Rod retornou e celebrou três décadas de Rock in Rio arrancando lágrimas do público. Na música Rythym Of My Heart, não foi difícil encontrar fãs chorando emocionados. Mas logo o clima se transformou e os hits I’m Very Woman e Baby Jane fizeram o público dançar.

De terno brilhante azul, Elton John voltou ao Palco Mundo do Rock in Rio na edição comemorativa de 30 anos. O veterano, com 50 anos de carreira, que também participou do festival na edição de 2011, fez a alegria do público formado por todas as idades com seus solos de piano. Acompanhado de uma banda de dar inveja, Elton John cantou Bitch, Your Sister Can’t Twist e outros sucessos.

Já o britânico Seal intercalou músicas dançantes com outras românticas e mostrou muita simpatia com o público que acompanhou sucessos como Kiss From a Rose, Crazy e Killer.

Abrindo o Palco Mundo na terceira noite do Rock in Rio, o Paralamas do Sucesso levantou a plateia já na primeira música - Vital e Sua Moto - canção escrita no início da carreira do grupo. Nos telões, fotos antigas da banda ajudavam o público a entrar no clima de retrospectiva. Inútil e Alagados fizeram o gramado da Cidade do Rock vibrar e dançar, e a música Óculos fez todo mundo cantar junto com Herbert Viana. A banda tocou ainda Gostava Tanto de Você, de Tim Maia, e fechou a apresentação com Que País é Esse, de Renato Russo.

John Legend e reencontro de Pepeu e Baby empolgam e emocionam no Sunset

No Palco Sunset, a primeira atração a subir ao palco foi a cantora Alice Caymmi, neta do saudoso Dorival Caymmi, acompanhada por Eumir Deonato. Provando versatilidade no repertório, com músicas em português e inglês, Alice mostrou que pode dominar a atenção do público em qualquer idioma. A seleção teve direito até a uma versão da música Princesa, do Mc Marcinho, colocando o público para dançar no meio da tarde de domingo.

O tão aguardado encontro de Baby do Brasil e Pepeu Gomes foi um dos grandes momentos do Sunset neste domingo, 20. O público e os artistas estavam ansiosos com reencontro - eles não dividiam o palco há 27 anos. No show, que foi produzido pelo filho do casal e teve também sua participação, rolou de tudo: Pepeu chorou quando foi apresentado por Baby, duelo de guitarra entre pai e filho e um repertório com músicas dos Novos Baianos animaram os fãs mais nostálgicos e até quem não acompanhou o casal nas décadas de 70 e 80.

A banda Magic! foi a terceira atração do Palco Sunset. Estreando no Brasil, o quarteto interagiu com o público e tocou pela primeira vez a música Sunday Funday. Muito carismáticos com a plateia, os rapazes aproveitaram o show para fazer uma homenagem ao nosso país. O vocalista estava com uma tatuagem no braço esquerdo escrita Brasil e o baterista vestiu uma regata com a bandeira brasileira. No setlist, não faltaram os sucessos da banda. No Way No e Rude foram cantadas a plenos pulmões. Os canadenses ainda prepararam um cover de Is This Love, de Bob Marley.

Encerrando as apresentações no Sunset, John Legend dominou o palco com seu piano. O norte-americano cantou Glory e We Just Don’t Care, umas das mais conhecidas pelo público brasileiro. O show instalou um clima romântico na Cidade do Rock e vários casais na plateia se abraçavam enquanto acompanhavam as baladas calminhas do cantor.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte