Crônica

A invasão das borboletas amarelas

Ivan Sarney09/08/2015

Elas chegaram sem qualquer aviso. Vieram ninguém soube de onde. Mas invadiram a cidade, pela madrugada, e se aquartelaram no manguezal da Lagoa, nos arbustos das ruas, das praças e dos quintais das casas centenárias. Os jardins, onde o verde vegetal fosse viçoso, também não escaparam dessa ocupação, inesperada, que aguardou a manhã despertar para mostrar sua beleza e plenitude.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte