Discussão no Parlamento

Sentimento de indignação marcam sessão na Câmara Municipal de Imperatriz

Parte dos vereadores usou a Tribuna, mostrando descontentamento em relação a Richard Sebba
07/08/2015 às 10h09
O presidente José Carlos chamou o secretário municipal de Meio Ambiente desqualificado (zé carlos)

Imperatriz – A sessão plenária de ontem na Câmara Municipal de Imperatriz foi marcada por manifestações de indignação por parte dos vereadores, ao fazerem uso da Tribuna Freitas Filho. O sentimento foi ocasionado pelo discurso do secretário municipal de Meio Ambiente, Richard Sebba, ao participar da audiência pública, ontem, que debateu modificações na lei que regulamenta o funcionamento de estabelecimentos noturnos. Na opinião dos vereadores, o secretário desrespeitou a Casa e os cidadãos como um todo.

O presidente do Legislativo municipal, José Carlos Barros (PTB), começou seu pronunciamento afirmando ser inadmissível que uma pessoa despreparada possa exercer um cargo público. “Ontem tivemos aqui a demonstração do que é um sujeito despreparado, desqualificado para exercer um cargo público. Não é possível que neste país se admitam em empregos públicos, pessoas que recebem o seu dinheiro como salário, e que ocupem uma tribuna dessas para se dirigir aos empresários e servidores da nossa cidade com tanta insensatez, com tanta desclassificação, com tanto despreparo para ocupar o cargo. É um absurdo!”

De acordo com José Carlos, Richard Sebba deveria ser punido com a demissão. “Se ele fosse meu secretário, ontem mesmo sairia do cargo. Não admitiria sua postura desqualificada para ocupar um cargo público da envergadura que é a pasta do Meio Ambiente. Ele chamou os garçons e empresários da noite de analfabetos, que eles precisavam se reciclar, deixar de trabalhar à noite, trabalhar na roça ou procurar o Sine para se qualificar”.

Desculpas – O secretário Richard Sebba pediu desculpas em nota. “Em nenhum momento tive a intenção de atingir a dignidade das pessoas que colaboraram em bares, restaurantes e casas noturnas e resta-me diante do mal entendido apresentar formalmente meus sinceros pedidos de desculpas em respeito aos que sentiram ofendidos como aos nobres vereadores”, frisa.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte