Protesto

Trabalhadores da Petrobras iniciam greve de 24 horas contra venda de ativos

A greve, liderada pela FUP, envolve trabalhadores de refinarias, plataformas de petróleo e outros trabalhadores da Petrobras
24/07/2015 às 10h27

Petroleiros iniciaram uma greve de 24 horas nesta sexta-feira contra a venda de ativos da Petrobras PETR4.SA, de acordo com sindicatos de trabalhadores da empresa.

A greve, liderada pela Federação Única dos Petroleiros (FUP), envolve trabalhadores de refinarias, plataformas de petróleo e outros trabalhadores da Petrobras, e teve início à meia-noite de quinta-feira.

Os sindicatos protestam contra os planos da Petrobras de vender 15,1 bilhões de dólares em ativos até o fim de 2016.

A Petrobras planeja reduzir sua dívida -que está em cerca de 120 bilhões de dólares- assim como gerar caixa para investimentos e retomar a confiança dos investidores após o escândalo de corrupção envolvendo a estatal investigado pela operação Lava Jato.

A FUP também se opõe ao projeto de lei no Senado que busca retirar da Petrobras a condição de operadora única do pré-sal. O projeto, do senador José Serra (PSDB-SP), também impede que a estatal detenha o mínimo de 30 por cento de cada campo, como está previsto na atual Lei de Partilha.

A Petrobras não respondeu a pedidos de comentários.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte