Protesto inusitado

Moradores do Coroadinho “plantam” bananeiras em via para protestar

Indignada com precariedade de vias, população interdita a principal avenida do bairro com bananeiras, que bloqueiam tráfego de veículos
08/07/2015 às 11h25
Bananeiras interditam avenida Amália Saldanha, no Coroadinho (Coroadinho protesto )

Indignados com a precariedade das ruas do Coroadinho, moradores fizeram um protesto inusitado nesta quarta-feira: eles plantaram bananeiras no meio da principal avenida do bairro, a Amália Saldanha, conhecida por abrigar um grande polo comercial. Com a “plantação”, carros e até ônibus do transporte público estão impedidos de entrarem na comunidade. As principais reclamações são por causa dos buracos e dos “rios” de esgotos que correm no local.

Antes, a população já havia feito um protesto na via no início desta semana, mas, como a reivindicação não foi atendida, eles voltaram a protestar, desta vez de forma mais criativa.

Em uma página do Facebook, que noticia fatos sobre o Coroadinho, os moradores fazem várias reclamações sobre o abandono do bairro e um texto, com o título “República de Bananas”, foi publicado no início da manhã desta quarta-feira.

A equipe de O Estado entrou em contato com a Prefeitura de São Luís para saber se alguma providência foi tomada sobre a situação no Coroadinho, mas, até o momento, não obteve nenhuma resposta.

Texto publicado na internet na página Coroadinho Geral:

"REPÚBLICA DE BANANAS"!

POVO IRONIZA, E DESCASOS VIRAM 'PLANTAÇÃO' NO COROADINHO

Por causa de esgotos e buracos, moradores tornaram o local em um verdadeiro ''canteiro de bananas'', em plena feira e avenida principal do Coroadinho

Laranja, banana, melancia, mamão. Você já viu de tudo em uma feira, mas, confesse, uma plantação em pleno mercado, pode ser que não. Não mesmo! Mas, diante de tantos descasos, é a novidade da vez, em plena região central do Coroadinho.

SIM, "BANANA PARA O POVO"!

Moradores estão cansados de esperarem por ações do Poder Público e foi isso o que motivou um grupo de populares a, dá noite para o dia, 'fazerem nascer', literalmente, em pleno 'asfalto', uma plantação de bananas!

A cena pegou muita gente de surpresa, que não esperavam jamais ver tamanha ironia para protestar sobre o assunto. Vão dar o que colher!

Os envolvidos no 'trabalho' afirmam que, "enquanto não colherem a última safra", a plantação vai continuar. Um sinal claro do cansaço por tantas promessas.

Para eles, seria o mesmo que ouvir todos os dias dos governos: banana, pra vocês!

E assim vai "crescendo" a "Kubanacan brasileira", logo alí, na periferia da São Luís, patrimônio mundial.

Seria cômico, se não fosse trágico.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte