Protesto

Índios se acorrentam no plenário da Assembleia Legislativa para pressionar o Governo do Estado

Guajajaras reivindicam melhorias na educação indígenas e em habitações das aldeias e cobram resposta do governo
Eduardo Lindoso / O Estado 07/07/2015 às 13h04

Índios Guajajaras invadiram a galeria do plenário da Assembleia Legislativa e se acorrentaram para pressionar o Governo do Estado por melhorias na educação indígena. Na semana passada, eles se acorrentaram na frente da Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e fizeram um protesto na frente do Palácio dos Leões.

Eles, que são de aldeias das cidades de Jenipapo dos Vieiras, Grajaú, Amarante e Barra do Corda, estão o pedido de reativação do conselho indígena de educação, os cursos de formação continuada para professores indígenas, novos contratos para diretores, zeladores e vigias além do pagamento do transporte escolar para alunos se deslocarem das aldeias até as escolas, além de melhorias nas habitações das aldeias.

Após a ocupação da semana passada, a Secretaria de Estado da Educação informou, por meio de nota, que se reuniu com lideranças indígenas e apresentou o cronograma de pagamentos do Governo para o transporte escolar indígena.

Sumiço – Além das reivindicações, os índios cobram da Polícia Militar (PM) informação sobre um membro da etnia que sumiu desde a quinta-feira (2) da semana passada após o protesto no Palácio do Leões. O nome do índio desaparecido é Messias Providência Guajajara.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte