Festa do Divino

Festa do Divino começa em Alcântara

O levantamento do mastro marca o começo da festa que segue até o dia 25 deste mês

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h59
Cortejo da Festa do Divino em Alcântara
Cortejo da Festa do Divino em Alcântara (Festa do Divino)

O som das ladainhas, a presença de padrinhos, do Império, das caixeiras, música e muita animação, além do levantamento do mastro, assinalam o começo da Festa do Divino Espírito Santo em Alcântara. A festa será oficialmente aberta hoje, às 15h, na Praça da Matriz daquela cidade.

De acordo com o antropólogo, pesquisador e professor Sérgio Ferretti, enquanto na maior parte do país a Festa do Divino é um ritual do catolicismo popular, no Maranhão, embora vinculada ao catolicismo, o Divino possui duas peculiaridades que a distinguem. “Primeiro, a presença marcante de mulheres - as caixeiras, que tocam instrumentos musicais denominados caixas do Divino. A outra diferença, que ocorre principalmente em São Luís, é estar incluída no calendário religioso de terreiros de Tambor de Mina, como são denominadas as casas de culto afro-maranhenses. Quase todos os Terreiros de Mina organizam, uma vez ao ano, uma festa do Divino em homenagem à entidade importante para a comunidade”, escreveu o pesquisador em texto publicado no Catálogo da Exposição Divino Toque do Maranhão.

Por aqui, um dos principais destaques da festa são as caixeiras, mulheres que se encarregam de tocar caixas (instrumentos de percussão) e entoar cânticos, repetidos de cor ou improvisados, em louvor ao Divino Espírito Santo.

Este ano, a festa de Alcântara – de caráter secular e uma das mais tradicionais do Maranhão - tem como tema Divino da Paz e é uma realização da comunidade de Alcântara com patrocínio oficial da Prefeitura Municipal.

A programação, que segue até o dia 25 deste mês, terá alvorada das caixeiras, missas na Igreja do Carmo, passeata do Cortejo pelas ruas da cidade e prisão dos mordomos pelo Império, entre outros rituais. No encerramento, haverá a entrega dos postos aos novos festeiros de 2016, às 9h, na Casa do Divino de Alcântara.

Nesta quinta-feira, 14, às 5h, acontecerá a Alvorada das caixeiras e músicos e às 9h, a Missa Solene na Igreja do Carmo com a coroação do Imperador e, em seguida, passeata do cortejo pelas ruas da cidade e prisão dos mordomos pelo Império. Já na sexta-feira, 15, haverá, às 15h, passeata e levantamento do mastro do Mordomo-Régio, e às 20h, missa na Igreja de Nossa Senhora do Carmo.

Para que tudo saia de acordo com o planejado, é necessário muito trabalho, que é feito antes do início da festa. Ferretti explica que a fase preparatória começa com a decisão de fazer ou não a festa em pagamento de promessa, por devoção ou exigência de uma entidade religiosa.

“As atividades incluídas nos bastidores não são vistas pelo público, mas são imprescindíveis ao bom andamento de uma festa, na qual participa grande número de pessoas. Em todas as festas eles são importantes e na Festa do Divino, em que se realiza uma sequência longa e barroca de rituais, os bastidores são essenciais para que se tenha uma boa festa, funcionando antes, durante e após o seu encerramento”, destaca o pesquisador.

Para Waldeci Cantanhêde, um dos organizadores da festa, o grande desafio a ser enfrentado é o fortalecimento da motivação da comunidade. “Hoje, precisamos discutir o sentimento de pertencimento, a fé, os milagres que o Divino de Alcântara realiza porque temos muitas dificuldades em fazer a festa, que é cara e ainda dependemos da ajuda dos poderes públicos”, diz ele ressaltando que até ontem, ainda não tinha conhecimento sobre como e se o Governo do Estado apoiaria a festa.

SERVIÇO

O quê

Festa do Divino em Alcântara

Quando

De hoje ao dia 25

Onde

Alcântara

Programação - Festa do Divino de Alcântara

Hoje – 15h - Passeata e levantamento do Mastro do Imperador

Manhã - Alvorada das caixeiras e músicos; Missa solene na igreja do Carmo com a coroação do Imperador; passeata do Cortejo pelas ruas da cidade e prisão dos mordomos pelo Império

Sexta-feira - Passeata e Levantamento do Mastro do Mordomo- Régio; Missa na Igreja de Nossa Senhora do Carmo

Sábado do meio - Alvorada das Caixeiras e Músicos no Mastro do Mordomo Régio;Missa na Igreja Nossa Senhora do Carmo. Visita do Mordomo-Régio: Murilo Cezar Ferreira

Domingo do meio - Missa solene na Igreja de Nossa Senhora do Carmo em seguida visita do Império aos Mordomos

Segunda-feira - Missa na Igreja de Nossa Senhora do Carmo. Visita da Mordoma-Baixa: Susana Rodrigues Lopes

Terça-feira - Missa na Igreja de Nossa Senhora do Carmo; Visita do Mordomo-Baixo ao Império: Patrick Mickael Pereira Alves

Quarta-feira - Missa na Igreja de Nossa Senhora do Carmo; Visita da Mordoma-Baixa ao Império: Arlinda Eleotéria A. dos Santos

Quinta-feira - Missa na Igreja de Nossa Senhora do Carmo; Visita da Mordoma-Baixa ao Império: Grecyellen Rodrigues Mendonça

Sexta-feira - Corrida dos bois; Missa na Igreja de Nossa Senhora do Carmo; Visita do Mordomo-Baixo ao Império: Jadson Felipe A. Borges

Sábado - Entrega das esmolas aos idosos; Missa na Igreja de Nossa Senhora do Carmo; Visita do Imperador Antônio Atanásio Lima aos Mordomos.

Domingo - Missa Solene na Igreja de Nossa Senhora do Carmo, seguida do Cortejo do Império e Mordomos pelas ruas da cidade, retornando à Casa do Divino; Precisão da Santa Crôa e a Leitura do Pelouro para os festeiros de 2016

Segunda-feira - Entrega dos postos aos novos festeiros de 2016

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.