Dia do Trabalho

Romaria do Trabalhador completa 25 anos na luta por mudanças

Caminhada reuniu ontem centenas de trabalhadores na Itaqui-Bacanga
02/05/2015

Centenas de pessoas participaram ontem da 25ª edição da Romaria do Trabalhador, evento tradicional que reúne moradores e trabalhadores da área Itaqui-Bacanga, em São Luís, sempre no dia 1º de maio. Este ano, a romaria trouxe como tema 25 anos de luta a serviço da vida, como parte de uma reflexão sobre a necessidade de lutar por uma vida digna para os trabalhadores, desempregados, marginalizados e excluídos, além de destacar os diversos problemas enfrentados pelos habitantes da área Itaqui-Bacanga.

Direitos - A Romaria do Trabalhador é realizada na capital maranhense desde 1990 e, desde então, reúne multidões - sempre no dia 1º de maio - em um ato de luta pelos direitos da classe trabalhadora. "Enquanto houver necessidade de lutar pelo direito dos trabalhadores e por uma sociedade mais justa, nossa romaria irá existir", frisou José Ribamar Paêpa, um dos coordenadores do evento.

Este ano, a concentração da Romaria dos Trabalhadores foi na comunidade Cristo Redentor, no bairro Residencial Paraíso, e reuniu centenas de pessoas da área Itaqui-Bacanga. Após a concentração, os participantes seguiram em caminhada em direção às avenidas Sarney Filho e dos Portugueses, entrando no bairro Anjo da Guarda e encerrando a romaria com celebração de missa na Paróquia de Nossa Senhora da Penha, no bairro.

Maria Raimunda Lopes da Conceição, 46, é empregada doméstica e mora na Vila Embratel e participou pela segunda vez da romaria. "Só quem mora na região do Itaqui-Bacanga sabe todas as dificuldades daqui. Transporte, segurança, educação, tudo é muito precário ", assinalou.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte