REAÇÃO

Elon Musk promete analisar casos de suposta censura no Twitter no Brasil

Bilionário respondeu a marcações e denúncias neste domingo (6)

José Linhares Jr

Reação do bilionário aconteceu após provocações por suposta onda de censura na plataforma
Reação do bilionário aconteceu após provocações por suposta onda de censura na plataforma (Divulgação)

BRASÍLIA - O bilionário sul-africano Elon Musk afirmou que deve verificar as denúncias de suposta censura no Twitter contra usuários conservadores. Proprietário da plataforma, ele se manifestou neste domingo (6) após ser marcado em publicações que denunciavam sanções impostas contra uma lista de pessoas. 

A publicação da jornalista Fernanda Salles trazia os nomes de Allan dos Santos, Daniel Silveira, Ludmilla Lins, Nikolas Ferreira, Oswaldo Eustáquio, Latino, Zezé di Camargo, Luciano Hang, Sara Winter, Marisa Lobo, Marcos Cintra, Coronel Tadeu, Carla Zambelli, André Valadão, Major Vitor Hugo, Gustavo Geyer, Bob Jeff e Canal Hipócritas na possível lista da censura. 

Após na divulgação da lista, milhares de pessoas começaram a marcar Elon Musk nas publicações. A manifestação do bilionário aconteceu após ele ser marcado em comentário que fazia referência ao economista Marcos Cintra, candidato a vice-presidente na chapa liderada pela senadora Soraya Thronycke (União Brasil), que teve sua conta retida após questionar o processo eleitoral.

Ex-secretário da Receita Federal e professor na FGV (Fundação Getulio Vargas), Cintra manifestou insatisfação com a falta de respostas do TSE em relação às denúncias feitas contra as eleições. O questionamento foi feito, inclusive, após críticas ao presidente Jair Bolsonaro. 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.