Júri

Justiça condena suspeitos de matar homem a golpes de faca e arrastar o corpo da vítima, em São Luís

O ato criminoso aconteceu em junho de 2013, na Vila Magril, zona rural da capital maranhense.

Imirante.com; TJ-MA

- Atualizada em 09/09/2022 às 15h58
O julgamento ocorreu no fórum do Calhau.
O julgamento ocorreu no fórum do Calhau. (Fórum)

SÃO LUÍS -  A Justiça condenou Jhonatan Ferreira dos Santos a nove anos e seis meses de prisão e Raimundo Nonato de Souza Gomes a sete anos e 11 meses pela morte de José Douglas Silva Matos. Segundo a Polícia Civil, o crime aconteceu no dia 12 de junho de 2013, na Vila Magril, em São Luís. Eles, além de terem assassinado josé Douglas a golpes de faca, ainda são suspeitos de terem arrastado a vítima pelo pescoço na parte traseira de uma motocicleta.

Leia também: 

Julgamento do ex-PM do Maranhão suspeito de matar policial do Piauí é adiado pela 4ª vez

Começa julgamento de seis acusados de linchar homem amarrado em poste

O julgamento ocorreu no último dia 6, no fórum do Calhau e sendo presidido pelo juiz da 3º Vara do Tribunal do Júri, José Ribamar Goulart Heluy Júnior. Na acusação atuou o promotor de Samaroni Sousa Maia; na defesa de Raimundo Nonato de Souza Gomes, o defensor público Pablo Camarço de Oliveira; enquanto, na defesa de Jhonatan Ferreira dos Santos, os advogados Isaac Joaquim Segundo e José Carlos dos Santos.

Os réus foram condenados por homicídio simples, apenas um deles acompanhou a sessão, Jhonatan Ferreira, o outro acusado, Raimundo Nonato de Souza Gomes, está foragido desde a fase inicial do processo. 

O juiz José Heluy Júnior afirmou que a culpabilidade dos acusados deve aumentar as penas pela grande quantidade de golpes de faca aplicadas na vítima, quase uma dezena, demonstrando grande intensidade dolosa.

O magistrado também destacou que as circunstâncias do crime devem majorar as penas dos acusados por terem amarrado a vítima pelo pescoço depois de morta e arrastarem em uma motocicleta.

Denúncia

De acordo com a denúncia do Ministério Público, no dia do crime os denunciados estavam ingerindo bebida alcoólica com José Douglas Silva Matos. Após esfaquearem José Douglas Matos, um dos acusados pilotou a motocicleta, enquanto o outro estava garupa, amarram a vítima e arrastaram-na. O corpo de José Douglas Matos foi encontrado por populares, deitado de bruços, com uma corda amarrada no pescoço, sem roupa e deformado.


 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.