Ação Solidária

Casa de acolhimento a pessoas com HIV realiza venda de produtos em São Luís

A Casa Acolher é responsável por oferecer serviços de proteção e assistência às pessoas portadoras do vírus HIV e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs)

Imirante

- Atualizada em 12/08/2022 às 17h13

SÃO LUÍS - A Casa Acolher, responsável por oferecer serviços de proteção e assistência às pessoas portadoras do vírus HIV e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), realiza, em São Luís, a venda de 700 chaveiros e bonecas, confeccionadas de forma artesanal, até o fim deste mês. Os produtos comercializados garantem a manutenção financeira da organização social.

Situada no bairro da Jordoa, na capital, a Casa Acolher foi idealizada pelo Grupo de Ação pela Solidariedade Humana (GASH), cuja atuação envolveu trabalhos sociais, ao longo dos anos 2000, organizados em bairros com extensa população em situação de vulnerabilidade em São Luís.

Com o tempo, o enfoque do projeto filantrópico se destinou à comunidade soropositiva, comumente associada a estereótipos e preconceitos. O medo de julgamentos, maus-tratos ou a exclusão do ciclo familiar e da vida profissional são alguns dos sentimentos mais relatados entre portadores do vírus.

bonecas, confeccionadas de forma artesanal, são alguns dos produtos ofertados.
bonecas, confeccionadas de forma artesanal, são alguns dos produtos ofertados.


Com cerca de 7000 atendimentos, além da distribuição de cestas básicas, kits de higiene, roupas, sapatos e preservativos, a Casa Acolher enfrentou, durante o período mais crítico da pandemia da Covid-19, uma queda na arrecadação financeira. Em consequência, a viabilidade do projeto chegou a ser ameaçada.

O coordenador da Casa de Apoio Acolher, Paulo Ribeiro, reforçou a importância de alcançar as metas de vendas dos produtos licenciados pela instituição, para garantir que os serviços permaneçam disponíveis de forma regular.

“Mais de 7000 vidas já foram atendidas, de forma gratuita, através da venda das bonecas; através de doações. O mês de agosto se torna um mês bem crítico, e nós precisamos dar continuidade a todo esse acolhimento, de forma gratuita, a essas pessoas que ainda sofrem por conta do preconceito e estigma”, disse.

Como ajudar

A venda de bonecas, com material sustentável, no valor de R$ 30,00 e chaveiros, à venda por R$ 15,00, representam os principais produtos disponíveis ao público com valor a ser revertido à Casa Acolher. As encomendas podem ser feitas pelo número (98) 98818-6272.

Além das bonecas e doações em dinheiro, a Casa Acolher também recebe doações de matérias de limpeza e higiene pessoal, na sede do grupo, localizada na Rua Muniz Barreiro, N° 61A, no bairro Jordoa, perto da sede da Hemomar, em São Luís.



 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.