Produtos maranhenses

Vereador propõe mudança na composição da cesta básica em São Luís

Para Chaguinhas, a lista de itens deveria contemplar produtos maranhenses, por isso a sugestão de mudanças.

Agência Câmara

Chaguinhas quer a inclusão  de produtos maranhenses em cesta básica
Chaguinhas quer a inclusão de produtos maranhenses em cesta básica (Leonardo Mendonça / Agência Câmara)

SÃO LUÍS - O vereador Francisco Chaguinhas (Podemos) utilizou a tribuna da Câmara Municipal de São Luís, desta segunda-feira (25), para tratar sobre a composição da cesta básica que é distribuída às pessoas mais carentes e vulneráveis da capital. Na avaliação do parlamentar, a lista de itens deveria contemplar produtos maranhenses. Chaguinhas sugeriu inclusão de alguns outros itens como maxixe e quiabo, destacando a riqueza nutricional, preço acessível e que também contribuiriam para a geração de trabalho e renda nas cadeias produtivas.

Esta semana, o vereador realizou ação social na qual distribuiu cestas de alimentos a famílias carentes de São Luís e pontuou sua surpresa com a falta de itens maranhenses. 

“O que percebi ao ver a composição da cesta básica é que dos produtos nela contidos nenhum é produzido no Maranhão, mas sim em outros estados. O café do Rio Grande do Norte, o fubá de milho do Piauí, a fécula do Pará, o arroz de Goiás, a sardinha do Rio Grande do Sul. E fui olhando dentro dessa cesta básica não tinha um item do Maranhão. Se tivesse ao menos maxixe e quiabo, lá estaríamos com Maranhão presente. Isso precisa ser revisto”, alertou o parlamentar.

Chaguinhas pontuou que é um dever do poder público garantir uma cesta básica de qualidade, nutritiva, variada e com gêneros de primeira necessidade para as populações que mais precisam. Ressalta ainda a importância em valorizar a produção agrícola local nesta seleção de itens.

“É responsabilidade de qualquer governador que venha a vencer essas eleições, colocar o Maranhão nos trilhos. Uma coisa simples que é uma cesta básica, não há nenhuma representação de produtos do Maranhão. Não temos uma indústria de transformação eficiente. Nosso estado é rico e não pode ficar nesta situação”, observou o vereador.

Sugeriu ainda, que haja mais investimentos no setor agrícola familiar para que haja cultivos regulares. “Nós temos a terra, temos os trabalhadores, mas precisamos de investimentos, de mais ação. É preciso mudar. O Brasil avança. O Sul e o Sudeste do país avançam cada vez mais. Nós também precisamos avançar”, concluiu Chaguinhas.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.