Fim do caos

MOB: em 30 dias, travessia da baía de São Marcos será feita por cinco embarcações

Presidente a Agência Estadual de Mobilidade Urbana, Celso Henrique, disse ao Imirante que além da quinta balsa, em 90 dias, uma sexta começará a operar no sistema de transporte aquaviário.

Ipolítica

Depois de mais de dois meses com um serviço precário da travessia da Baía de São Marcos, uma outra embarcação começou, nesta semana, a operar. Segundo o presidente da Agência Estadual de Mobilidade Urbana (MOB), Celso Henrique, atualmente há quatro embarcações prestando o serviço e, em 30 dias, mais uma voltará a funcionar.

Em entrevista ao Imirante, Celson Henrique disse ainda que em 90 dias uma outra embarcação entrará em funcionamento para assim zera as filas e garantir o atendimento da demanda, principalmente, as vans e caminhões.

A prestação de serviço - que deveria está sendo feito pelas empresas que ganharam a licitação -  tem agora três contratos classificados pelo presidente da MOB como “precários”, que é uma modalidade legal enquanto uma nova licitação está sendo feita.

Os contratos da primeira licitação foram rescindidos devido a falta de prestação de serviço da Celte, empresa que ganhou o processo licitatório, mas não tinha embarcações para prestar o serviço.

Uma nova licitação deverá ser concluída até o fim deste ano, segundo informou Celso Henrique.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.