"Quero Ser Economista"

Projeto apresenta conceitos econômicos básicos para estudantes do ensino médio

A ação estimula o envolvimento de estudantes do ensino médio com a área de conhecimento.

imirante.com

projeto é destinado exclusivamente a estudantes do ensino médio.
projeto é destinado exclusivamente a estudantes do ensino médio. (divulgação)

MARANHÃO - Com o objetivo de proporcionar uma nova ligação entre os estudantes do ensino médio e as atividades do Conselho Federal de Economia (Cofecon), o desafio “Quero Ser Economista” tem sido desenvolvido em escolas do Ensino Médio para expandir conceitos básicos da área de economia.

O projeto é destinado exclusivamente a estudantes do ensino médio, regularmente matriculados em instituições de ensino brasileiras credenciadas pelo Ministério da Educação, não havendo limitações relativas a idade.

A primeira edição do desafio foi realizada em 2016 e, desde então, tem estimulado o envolvimento de estudantes do ensino médio com a área da economia. “Durante esse período na escola, quantos de nós imaginávamos carreiras e profissões sem saber como é, de fato? O desafio Quero Ser Economista te possibilita responder essa pergunta. Independente se o aluno vai seguir ou não com a carreira, é uma forma fácil, inteligente e muito boa em te mostrar como é seguir a carreira de Economista, o que precisa estudar, quais Economistas se espelhar”, explica o conselheiro Wilson Filho.

Além dos conhecimentos adquiridos durante o jogo, os participantes podem ganhar prêmios em dinheiro. Serão R$ 2.000,00 para o primeiro lugar, R$ 1.500,00 para o segundo e R$ 1.000,00 para o terceiro.

O Desafio permite que o estudante tome contato com diversos conceitos econômicos, despertando nele a curiosidade sobre vários assuntos que são apresentados nos enunciados das perguntas, textos, vídeos e podcasts. 

Sobre o projeto

O Desafio Quero Ser Economista é uma competição realizada totalmente em ambiente virtual que apresenta conceitos básicos da Ciência Econômica de forma divertida e descomplicada. Ele é desenvolvido pelo Conselho Federal de Economia (Cofecon) em parceria com os Conselhos Regionais de Economia (CORECONs).

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.