Saúde

Maranhão é um dos Estados com aumento no número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave

Infogripe estima 4,7 mil ocorrências na última semana de abril.

Vitor Abdala / Agência Brasil

- Atualizada em 05/05/2022 às 10h30
14 das 27 unidades federativas apresentam sinal de crescimento de SRAG.
14 das 27 unidades federativas apresentam sinal de crescimento de SRAG. ( Foto: Gilberto Marques / Governo do Estado São Paulo)

MARANHÃO - Um levantamento da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) mostra que os casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) voltaram a crescer no fim de abril, entre adultos. A tendência foi observada em vários Estados, como no Maranhão, o que afetou também a média nacional.

Leia também:

Maranhão registra duas mortes e 309 casos confirmados de Covid-19 nas últimas 24 horas

Segundo o boletim Infogripe, divulgado nesta quinta-feira (5), no Rio de Janeiro, pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), 14 das 27 unidades federativas apresentam sinal de crescimento de SRAG na tendência de longo prazo (últimas seis semanas) até a semana epidemiológica 17 (última semana de abril): Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima e Santa Catarina.

Pacientes adultos

O boletim Infogripe estima uma média de 4,7 mil casos na última semana de abril, acima dos 3,5 mil casos da semana anterior. Diferentemente das semanas anteriores, quando se verificou um crescimento restrito à população infantil, desta vez a alta aconteceu entre adultos.

Para o coordenador do Infogripe, Marcelo Gomes, essa alta pode estar associada aos aumentos de casos de Covid-19, mas também ao retorno do vírus Influenza-A (gripe).

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.