Saúde

Alergia ou intolerância? Descubra as diferenças entre as duas

A explicação é do médico Roberto Pacheco do Sistema Hapvida.

Publipost / Hapvida

Teste de alergia.
Teste de alergia. (Divulgação)

SÃO LUÍS - Quando os primeiros sintomas começam a aparecer, surgem várias dúvidas antes de procurar um especialista, alergia ou intolerância? Dessa forma vamos tirar as principais dúvidas com o médico alergista do Sistema Hapvida, Roberto Pacheco.

Para começar é  necessário entender que: “a alergia é uma resposta exacerbada do organismo contra alguma proteína estranha. Ela se manifesta normalmente por reações na pele, placas vermelhas com coceira, eventualmente pode provocar também problemas digestivos como, náusea, vômitos e diarreia”, pontuou o especialista.

Já a intolerância é a diminuição da função de uma enzima que digere um determinado tipo de proteína que está presente no alimento que o paciente consumiu. A intolerância é considerada transitória, podendo ser reversível com a alteração da flora intestinal.

Diagnóstico

“O diagnóstico de alergia é feito pela história clínica e por testes alérgicos, que podem ser feitos na pele ou através de exame de sangue. Na intolerância, a história clínica também é muito importante, mesmo com a existência de provas de provocação, mas nos dois casos podem ocorrer falsos positivos”, informou o alergista.

Levando sempre em consideração que a intolerância e a alergia são autolimitadas, tendo tendência de reversibilidade em crianças, já que elas estão em fase de desenvolvimento e alterações no sistema imunológico, digestivo e da flora intestinal. Já em adultos é mais difícil.

Tratamento

O alergista explica que a primeira parte do tratamento é a identificação do problema, saber se é intolerância ou alergia, lembrando que casos de alergia alimentar chega a ser raro, então muitas das vezes os diagnósticos são fechados como intolerância.

E a partir disso, se manter afastado dos alimentos que podem gerar crises, mesmo que existam medicamentos para o “fortalecimento” das enzimas, não é indicado exagerar.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.