Criticou

Carlos Lula critica possibilidade de rebaixar Covid-19 a endemia no Brasil

Na última sexta-feira o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o Ministério da Saúde estuda rebaixar situação da Covid-19 no país para endemia.

Ronaldo Rocha / Núcleo de Política

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h10
Carlos Lula é secretário de Estado da Saúde
Carlos Lula é secretário de Estado da Saúde (Foto: Reprodução/TV Mirante)

SÃO LUÍS - O secretário de Estado da Saúde do Maranhão e presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Carlos Lula, se posicionou de forma contrária a possibilidade de o Ministério da Saúde reclassificar para endemia, a situação da Covid-19 no Brasil.

Na última sexta-feira o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL) afirmou que o ministro Marcelo Queiroga estuda a possibilidade, diante do atual quadro da doença no país e diante do número de vacinas já aplicadas na população.

O tema deve ganhar repercussão nesta semana no Congresso Nacional.

“Decretos e portarias não mudam o comportamento de transmissão do vírus no país. […] É mais um erro do Governo Federal estar discutindo isso neste momento. Nós queremos que a pandemia acabe sim, mas o fim dela não vai surgir de uma canetada”, disse o secretário.

Carlos Lula afirmou que o número de óbitos ainda registrados por Covid-19 atinge em dias o patamar do número de óbitos por Dengue, Chikungunya e Zika em anos.

"Para se ter uma ideia: entre 2008 e 2019, um período de dez anos, registramos um pouco mais de 6 mil óbitos de dengue, chikungunya e zika, endemias conhecidas dos brasileiros. Isso representa poucos dias dos números de óbitos de covid", enfatizou.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.