Covid-19

Projeto que implanta passaporte vacinal no MA pode ser votado nesta semana

Proposta é do deputado Othelino Neto (PCdoB), que apresentou requerimento para apreciação em regime de urgência.

Gilberto Léda

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h24
Othelino diz que passaporte é estímulo à vacinação
Othelino diz que passaporte é estímulo à vacinação (Elias Auê)

SÃO LUÍS - A Assembleia Legislativa pode votar ainda nesta semana projeto de lei de autoria do deputado Othelino Neto (PCdoB) pela implantação do passaporte vacinal em todo o Maranhão.

A exigência já foi instituída no âmbito do Poder Legislativo, por meio de resolução da Mesa Diretora, presidida pelo próprio comunista.

Se aprovado, o projeto tornará obrigatória a apresentação de carteira de vacinação contra o novo coronavírus para acesso a bares, restaurantes, eventos de maneira geral, hotéis, pousadas e academias em todo o Maranhão.

Para que a proposta que estende a obrigatoriedade da apresentação de comprovante de vacinação a todo o estado seja apreciada, é necessário que plenário aprove um requerimento do parlamentar solicitando tramitação em regime de urgência.

Em janeiro, logo após apresentar o projeto, Othelino explicou, em vídeo institucional, alguns pontos da matéria. "O projeto de lei de minha autoria, que estabelece como obrigatória a exigência do comprovante de vacinação em restaurante e em bares que são fechados, tem por objetivo garantir a saúde das pessoas, para que elas possam ir e vir de forma mais tranquila com menos riscos à sua saúde", disse.

O presidente do Legislativo Estadual admite que o projeto provocou muitas dúvidas à população e disse que muita gente apoiou e uma minoria foi contrária.

"Um dos pontos que têm sido questionados é afirmando que a vacina não é segura, que ela seria experimental. A vacina não é nenhuma novidade para nenhum de nós. Nós tomamos vacina desde que nascemos. A vacina contra Covid foi produzida de forma acelerada em razão do estrago que a doença estava fazendo na vida das pessoas. Milhões de pessoas morrendo, problemas econômicos graves sendo gerados, desemprego, aumentando o nível de pobreza e em especial nos países em desenvolvimento e agora está comprovado que a vacina surte efeito", destacou em outro trecho.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.