Covid-19

Vacinação começará por crianças com comorbidades e deficiências em São Luís

Detalhes da vacinação infantil foram apresentados nesta sexta-feira (14) pelo prefeito Eduardo Braide.

Gilberto Léda

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h37

SÃO LUÍS - O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), detalhou nesta sexta-feira (14) o processo de vacinação contra a Covid-19 de crianças de 5 a 11 anos na capital maranhense.

Segundo ele, a aplicação começará assim que as doses forem entregues pelo Governo do Maranhão - que as deve receber do governo federal ainda na manhã de hoje - e terá como prioridade aquelas que tenham alguma comodidade ou deficiência (veja lista abaixo).

Prefeitura detalhou lista de comorbidades e deficiências
Prefeitura detalhou lista de comorbidades e deficiências

Para garantir a vacinação, a criança deverá estar acompanhada dos pais ou responsável, portando certidão de nascimento ou RG, laudo médico ou receita que comprove a comorbidade, cartão de acompanhamento para a comodidade ou deficiência e exames que comprovem a comorbidade.

Há, ainda, uma recomendação da Prefeitura de São Luís para que crianças que tenham apresentado sintomas gripais, ou sido infectadas pela Covid-19, vacinem-se apenas após quatro semanas o fim dos sintomas.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.