Fora de circulação

Maranhão: 79 acusados de crimes contra a vida são presos durante a 'operação 217'

O cerco foi realizado pela Polícia Civil em todo o Maranhão no decorrer de dez dias.

Imirante.com

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h14
A operação Duzentos e Dezessete foi realizada em todo o Maranhão com o objetivo de combater crimes contra a vida.
A operação Duzentos e Dezessete foi realizada em todo o Maranhão com o objetivo de combater crimes contra a vida. (Divulgação)

MARANHÃO - Um total de 79 acusados de crimes violentos letais e intencionais como homicídio, feminicídio, latrocínio e tentativa de assassinato foram presos durante a operação Duzentos e Dezessete realizada pela Polícia Civil. Este cerco começou no último dia 15 e se estendeu até quinta-feira (24), em todo o Maranhão.

Leia também em:

Quatro suspeitos de homicídio na Baixada são retirados de circulação

Investigado por homicídio é preso no município de Imperatriz

A polícia informou que esse trabalho contou com a participação de mais de 500 policiais, entre investigadores e delegados, e teve como principal objetivo combater os crimes violentos letais e intencionais, principalmente, assassinatos.

No decorrer da operação, os policiais conseguiram efetuar 79 prisões como ainda cumpriram 29 mandados de busca e apreensão e apreenderam três veículos, 17 armas de fogo e 32 munições de calibres diversos.

Para o delegado Danilo Veras, a operação teve um saldo positivo. “A operação tinha como objetivo intensificar as investigações de crimes contra a vida que resultasse no cumprimento de mandado de prisão dos autores. Foram 79 criminosos retirados de circulação e que agora estão à disposição do Poder Judiciário”, frisou o delegado.

O nome da operação Duzentos e Dezessete é uma referência ao número de municípios que existem no Estado e que receberam ações policiais para prevenir e reprimir, de forma qualificada os crimes contra a vida.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.