Ataques à democracia

Polícia Federal prende homem filmado ao destruir relógio no Palácio do Planalto

Peça era do século 17 e foi presente da corte francesa a Dom João VI.

Heloisa Cristaldo / Agência Brasil

Antônio Cláudio Alves Ferreira foi filmado destruindo um relógio do século 17 no Palácio do Planalto.
Antônio Cláudio Alves Ferreira foi filmado destruindo um relógio do século 17 no Palácio do Planalto. (Reprodução / TV Globo)

UBERLÂNDIA - A Polícia Federal prendeu nesta segunda-feira (23) Antônio Cláudio Alves Ferreira, que invadiu o Palácio do Planalto e destruiu um relógio do século 17 nos atos terroristas do dia 8 de janeiro. Feito pelo francês Balthazar Martinot, o relógio foi dado de presente ao imperador Dom João VI pela corte francesa em 1808.

O homem foi filmado durante os atos antidemocráticos que culminaram na invasão e depredação das sedes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, em Brasília.

Ferreira foi preso em Uberlândia, Minas Gerais, e será encaminhado ao sistema prisional da cidade mineira.

A corporação investiga os atos, que são considerados crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.