Sanções

Lula quer que comandantes das Forças Armadas punam envolvidos nos atos de 8 de janeiro

Presidente da República tem reunião com comandantes do Exército, Marinha e Aeronáutica na manhã desta sexta-feira.

Ipolítica

Lula se reúne com comandantes das Forças Armadas
Lula se reúne com comandantes das Forças Armadas (Fabio Rodrigues-Pozzebom / Agência Brasil)

BRASÍLIA - O presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) conduzirá uma reunião na manhã desta sexta-feira com os comandantes das Forças Armadas no Palácio do Planalto. 

O objetivo do presidente, segundo aliados, é cobrar dos comandantes Julio Cesar de Arruda (Exército), Marcos Sampaio Olsen (Marinha) e Marcelo Kanitz Damasceno (Aeronáutica) que apliquem sanções aos membros das tropas identificados por participação ou conivência com os radicais. 

Também devem participar do encontro, o ministro da Defesa, José Múcio e o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Josué Gomes. Esse último participará, contudo, somente de um segundo momento da reunião, para apresentar aos comandantes um projeto de modernização da base industrial de defesa.

Leia também: Flávio Dino destaca operação da PF e prisões de financiados do 8 de janeiro

O ministro da Defesa também vai levar para a reunião documentos que tratam das necessidades orçamentárias do Exército, Marinha e Aeronáutica. Esses projetos foram impulsionados inicialmente nos primeiros mandatos de Lula.

A tendência é que os comandantes das Forças Armadas deem a Lula a garantia de punição aos militares envolvidos nos atos de 8 de janeiro.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.