Reação

Após inclusão em inquérito, defesa nega relação de Bolsonaro com atos

Nota é assinada pelo advogado Frederico Wassef.

Ipolítica

- Atualizada em 14/01/2023 às 07h46
Bolsonaro diz que sempre repudiou atos ilegais
Bolsonaro diz que sempre repudiou atos ilegais (Reprodução)

BRASÍLIA - O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) manifestou-se por meio de sua defesa após ser incluído pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes no inquérito que apura a autoria intelectual dos atos antidemocráticos realizados no último domingo (8) e que resultaram na invasão e depredação nos prédios do Palácio do Planalto, do Supremo Tribunal Federal e do Congresso Nacional em Brasília.

O magistrado aceitou, na noite desta sexta-feira (13), um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Nota assinada pelo advogado Frederick Wassef, afirma que Bolsonaro não tem relação com as manifestações e que repudia veementemente os atos de vandalismo.

“O presidente Jair Bolsonaro sempre repudiou todos os atos ilegais e criminosos, e sempre falou publicamente ser contra tais condutas ilícitas, assim como sempre foi um defensor da Constituição e da democracia. Em todo o seu governo, sempre atuou dentro das quatro linhas da Constituição”, declarou a defesa.


 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.