Falso

Richarlison não dedicou gols a Bolsonaro em jogo contra a Sérvia

O jogador falou de sua recuperação e da dúvida que pairava, anteriormente, sobre sua participação no Mundial.

Projeto Comprova

- Atualizada em 29/11/2022 às 14h00
E agradeceu aos companheiros de equipe o resultado do jogo.
E agradeceu aos companheiros de equipe o resultado do jogo. (Foto: Reprodução)

Falso

É falso que o atacante Richarlison, camisa 9 do Brasil, tenha dedicado ao presidente Jair Bolsonaro (PL), durante entrevista pós-jogo à TV Globo, os dois gols que fez na partida contra a Sérvia, na estreia da seleção na Copa do Mundo do Catar. O jogador falou de sua recuperação e da dúvida que pairava, anteriormente, sobre sua participação no Mundial. E agradeceu aos companheiros de equipe o resultado do jogo.

Conteúdo investigado: Post no TikTok com foto do atacante da seleção brasileiro Richarlison Andrade. A publicação é acompanhada da legenda: “Dedico os dois gols que fiz ao maior patriota brasileiro: Jair Messias Bolsonaro. Ele foi, é e sempre será nosso presidente”. Segundo o post, a declaração teria sido dada à TV Globo, após partida do Brasil contra a Sérvia, no jogo de estreia da seleção na Copa do Mundo do Catar 2022.

Onde foi publicado: TikTok.

Conclusão do Comprova: É falso que Richarlison, atacante da Seleção Brasileira, tenha dedicado ao presidente Jair Bolsonaro (PL), durante entrevista pós-jogo à TV Globo, os dois gols que marcou na partida contra a Sérvia, na estreia do Brasil na Copa do Mundo do Catar.

A partida – válida pelo grupo G – ocorreu no dia 24 de novembro, no estádio Lusail, em Doha. A rede balançou somente no segundo tempo do jogo: aos 16 e aos 27 minutos.

Ao final da transmissão, o autor dos dois gols da partida concedeu entrevista à TV Globo e falou essencialmente de sua recuperação às vésperas do Mundial e do jogo de estreia. Questionado pelo repórter Eric Faria sobre o segundo gol, de voleio, Richarlison lembrou que já havia feito uma jogada no mesmo estilo durante treinamento da Seleção na Itália e ainda falou de suas projeções para a sequência do Brasil na Copa.

Nenhum tema político foi abordado e não houve qualquer menção a Bolsonaro.

Falso, para o Comprova, é o conteúdo inventado ou que tenha sofrido edições para mudar o seu significado original e divulgado de modo deliberado para espalhar uma falsidade.

Alcance da publicação: Até o dia 28 de novembro, o post no TikTok tinha mais de 134 mil visualizações, 5,6 mil curtidas, 670 comentários e passava de 1,2 mil compartilhamentos.

O que diz o responsável pela publicação: Não foi possível o contato porque, no TikTok, não há troca de mensagem entre pessoas que não se seguem, mas as postagens do autor indicam apoio a Bolsonaro. Na plataforma, entre outras publicações, há um vídeo solicitando doações para atos antidemocráticos em Minas Gerais e outro, com uma reprodução falsa de site de notícias, alegando que o Nordeste seria separado do restante do país, caso Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fosse eleito. O mesmo perfil não foi localizado no Instagram, Facebook, Twitter ou YouTube.

Como verificamos: Iniciamos a verificação buscando no Google pelas palavras-chave “Richarlison” + “Bolsonaro”, que retornou a conteúdos publicados na imprensa envolvendo o atleta e um dos filhos do presidente, além de reportagens que tratam de posicionamentos políticos do jogador, como as da Folha de S. Paulo e da Revista Olé. Nenhum conteúdo com suposta homenagem do atacante ao presidente foi encontrado na imprensa. A agência Aos Fatos, o UOL Confere e o site Boatos.org também classificaram o conteúdo como falso.

Ainda pesquisando pelo Google, com os termos “entrevista” + “Richarlison” + “pós-gol” + “Sérvia”, foi possível localizar o vídeo com as declarações do jogador ao final da partida contra a Sérvia. Não há qualquer menção a Bolsonaro, nem mesmo em suas redes sociais, que também foram consultadas

Entrevista à TV Globo

Na entrevista à TV Globo concedida no fim da partida contra a Sérvia, Richarlison falou essencialmente de sua recuperação e do jogo. Nenhum tema político foi abordado. Questionado sobre o filme que passava em sua cabeça por ter ido à Copa do Mundo após se recuperar de uma lesão e ter se destacado na estreia, Richarlison respondeu que era um sonho de criança que se realizava. Ele falou sobre as incertezas que pairavam sobre sua participação no Mundial e lembrou o dia em que passou por exame médico. Afirmou ter valido a pena o esforço da recuperação, além de ressaltar a importância da vitória no primeiro jogo.

Na sequência, a pedido do repórter, ele falou sobre o segundo gol, de voleio, dizendo que havia marcado outro no mesmo estilo em jogo na Itália. “Espero continuar assim focado. É um dos gols, vou buscar mais, junto com meus companheiros, só tenho a agradecer a eles. No intervalo eu falei que só precisava de uma bola para finalizar e essa bola chegou”, afirmou. Ele terminou a entrevista lembrando que avisou que seria difícil furar o bloqueio da Sérvia, mas que está acostumado com jogos mais fechados, pois atua na Inglaterra e lá as equipes jogam assim.

Redes sociais

Verificamos também as redes sociais do jogador Richarlison – Instagram, Facebook e Tik Tok. Em nenhuma delas há qualquer menção, pelo menos ao longo deste ano, a política ou fatos políticos. Fotos e vídeos são totalmente voltados ao mundo do futebol.

Perfil progressista

Diferentemente do que sugere a postagem, a conduta pessoal de Richarlison o coloca num posicionamento mais progressista no espectro político. Após a vitória do Brasil sobre a Sérvia, inclusive, reportagens resgataram episódios em que o jogador se manifestou pró-ciência, a favor da vacina da covid-19, contra o racismo ou defendeu causas sociais.

Por que investigamos: O Comprova investiga conteúdos suspeitos que viralizam nas redes sociais sobre pandemia, políticas públicas do governo federal e peças que questionam o resultado das eleições presidenciais. Publicações que mentem sobre eventuais apoios de figuras públicas aos dois candidatos que disputaram o segundo turno da eleição polarizam ainda mais o debate político no país, que permanece acirrado após a vitória de Lula. Apoiadores de Bolsonaro seguem questionando o resultado da votação e buscam conferir apoio de personalidades ao atual presidente.

Outras checagens sobre o tema: O conteúdo aqui verificado já foi desmentido pelo UOL Confere, Aos Fatos e pelo Boatos.org. Sobre a Seleção Brasileira, foi apurado que é falso o aumento de patrocínio a Neymar após ele declarar apoio a Bolsonaro, e também que o jogador Vini Jr. não declarou apoio ao presidente.

No ano passado, o Comprova também apurou que uma frase do lateral direito Daniel Alves de 2019 foi tirada de contexto para defender Bolsonaro e atacar Tite sobre Copa América.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.