Subvariante

Identificadas duas linhagens novas do coronavírus no Brasil

Contaminados vivem em São Paulo.

Daniel Mello / Agência Brasil

- Atualizada em 28/11/2022 às 17h48
Desde setembro de 2021 o centro universitário vem auxiliando os órgão de vigilância no monitoramento da Covid-19.
Desde setembro de 2021 o centro universitário vem auxiliando os órgão de vigilância no monitoramento da Covid-19. (Foto: Divulgação / NIAID)

BRASIL - O Centro Universitário Faculdade de Medicina do ABC (FMABC) informou nesta segunda-feira (28) que pesquisadores da faculdade confirmaram a presença das linhagens BQ 1.1.17 e BQ 1.18 da subvariante BQ.1 do coronavírus no Brasil. Segundo o centro universitário, os pacientes contaminados vivem em Santo André e São Caetano do Sul, na Grande São Paulo.

Leia também:

Covid-19: Butantan detecta em SP nova variante derivada da Ômicron

Desde setembro de 2021 o centro universitário vem auxiliando os órgão de vigilância no monitoramento da Covid-19. Os casos das linhagens que ainda não haviam sido detectadas no Brasil foram identificados em um lote com nove amostras. A maior parte era de pessoas infectadas com a variante BA.5, sendo que três eram da subvariante BQ.1.

As pessoas contaminadas pelas novas linhagens apresentavam sintomas leves de covid-19. Não há informações de que as novas linhagens sejam mais transmissíveis ou gerem efeitos mais graves do que as predominantes atualmente.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.